Equipe Feminina

Um pouco mais da história do Manchester City Women antes do Derby de domingo

No próximo domingo, 11 de dezembro, o Etihad Stadium recebe o aguardado Derby de Manchester entre City e United, pela Super Liga Feminina (WSL). A partida deve marcar recorde de público com mando do time feminino dos Cityzens, com expectativa de mais de 40 mil torcedores apoiando a equipe. O clássico começa às 12h30 (Portugal), 9h30 (Brasil).

No entanto, será que todos nossos fãs espalhados pelo mundo estão por dentro da história do time feminino do Manchester City? Uma trajetória não tão antiga ou centenária, como muitas outras do futebol inglês. Um capítulo de 34 anos, mas que ganhou força e popularidade recentemente, após a criação da Super Liga Feminina da Inglaterra, em 2010. 

Originalmente, o time foi criado como Manchester City Ladies, em novembro de 1988. Assim, o primeiro jogo da história da nossa equipe feminina foi um duelo amistoso em Boundary Park, região da Grande Manchester. Vitória por 4 a 1 contra o Oldham Athletic, com Donna Haynes anotando o primeiro gol oficial das mulheres do Manchester City. Um caminho trilhado para o sucesso, mas que teve suas pedras e espinhos ao longo da estrada. 

Nos anos seguintes, o clube disputaria costumeiramente a primeira divisão da Liga Regional de Futebol Feminino do Noroeste da Inglaterra (North West Women’s Regional Football League). Contudo, a independência financeira ainda era uma questão a se resolver à época, e começaram a surgir dificuldades dentro de campo. Na temporada 1996-97, o time feminino foi rebaixado. Um ano antes, o time masculino também havia sofrido com o descenso na Premier League. Com os recursos mais enxutos, até uma fusão com a equipe feminina do Stockport County foi cogitada. Sinais evidentes de um certo amadorismo na administração do futebol feminino no país naqueles tempos, mas cuja situação mudaria da água para o vinho na próxima década.

Chegamos ao ano de 2010, quando a Super Liga Feminina (FA Women’s Super League ou WSL) saiu do papel e virou realidade. Agora já rebatizado como Manchester City Women, o time participou pela primeira vez da WSL na temporada 2013-14, terminando em 5º lugar. Toni Duggan, centroavante que hoje atua no Everton, foi a artilheira do time na competição, com 11 gols. Na mesma temporada, o Manchester City Women venceu o primeiro título de sua história, a Copa da Liga Inglesa, ao derrotar o Arsenal por 1 a 0 na final. 

O primeiro troféu da WSL viria na temporada 2015-16, quando o Manchester City bateu o então campeão Chelsea por 2 a 0 no dia 25 de setembro de 2016. Diante de mais de 4 mil torcedores no City Academy Stadium, Toni Duggan marcou o gol do título em cobrança de pênalti. Uma das remanescentes daquele elenco é a zagueira Steph Houghton, que participaria nas temporadas seguintes das campanhas de título de mais três Copas da Liga e também três Copas da Inglaterra, tornando-se umas das jogadoras mais vencedoras da história do Manchester City Women. 

Na temporada passada, o time terminou a WSL em 3º lugar. Já na atual edição, o Manchester City ocupa a quarta posição na tabela, com 18 pontos ganhos após seis vitórias em oito partidas. São 20 gols marcados e nove sofridos. As atletas do City ainda almejam também o troféu da Champions League, um dos objetivos do clube para os próximos anos. Nesta temporada, o clube foi eliminado na eliminatória antes da fase de grupos, ao perder para o Real Madrid. As melhores campanhas foram nas temporadas 2016-17 e 2017-18, quando atingiu a semifinal, perdendo para o Lyon, da França, nas duas ocasiões. 

CITY ACADEMY STADIUM 

O Manchester City Women costuma mandar seus jogos no City Academy Stadium, com capacidade para sete mil pessoas e localizado praticamente ao lado do Etihad Stadium. No entanto, sempre que possível, o Derby de Manchester contra o United é disputado no Etihad, que comporta 53 mil torcedores. Será o caso do próximo domingo (11). Mais de 40 mil ingressos já foram vendidos, o que deve significar a quebra do recorde do Derby de setembro de 2019, quando 31.213 torcedores acompanharam a vitória do City por 1 a 0 sobre o Manchester United. 

DERBY DE MANCHESTER 

O clássico de Manchester entre os históricos rivais é um dos mais tradicionais da Inglaterra e popular ao redor do mundo. Foi disputado pela primeira vez entre os times masculinos em novembro de 1881. Enquanto o Manchester City está situado ao leste da cidade e manda seus jogos no Etihad Stadium, o United tem o Old Trafford como seu estádio, localizado na Grande Manchester. Ambos os campos estão a cerca de 6,4 km de distância um do outro. 

O último confronto entre ambas as equipes pela WSL foi em 13 de fevereiro de 2022, quando Caroline Weir, hoje no Real Madrid, marcou o único gol da vitória do Manchester City Women contra o Manchester United Women. Nos últimos anos, o lado azul tem larga vantagem sobre o lado vermelho em relação ao número de títulos. São oito títulos do time feminino do City no período (uma WSL, três Copas da Inglaterra e quatro Copas da Liga Inglesa), enquanto o United levantou apenas um troféu, a Segunda Divisão da temporada 2018-19. 

No próximo domingo, uma vitória simples do City nos deixa empatados em número de pontos com as nossas rivais, que atualmente ocupam a vice-liderança do campeonato, com 21 pontos. O Manchester City vem logo atrás, na quarta posição, com 18 pontos.

Assista abaixo aos melhores momentos do Derby de setembro de 2019, City 1 x 0 United 

Ver todos os parceiros do clube

Mancity.com

31?
loading