Laia Aleixandri diz que “mal pode esperar” pelo confronto do City contra o Manchester United no Etihad Stadium pela Barclays Women’s Super League.

A equipe de Gareth Taylor enfrenta nossas rivais no sábado, 23 de março, a partir das 12h30 (Reino Unido). 

As Blues buscam a 11ª vitória consecutiva no campeonato, enquanto a equipe de Marc Skinner briga por uma vaga na Liga dos Campeões. 

Tudo aponta para um encontro potencialmente fascinante no final da campanha 2023/24.

Se a jogadora espanhola jogar no Etihad, será a sua quarta experiência no derby após a sua chegada do Atlético de Madrid no verão de 2022. 

E Aleixandri está aproveitando a oportunidade de mais uma vez enfrentar o Manchester United, mas está bem ciente da ameaça do nosso adversário. 

“Não vejo a hora”, ela disse. 

“Acho que vai ser muito especial para a equipe. Voltar com o time, jogar lá no Etihad Stadium com a torcida vai ser incrível com certeza e espero que possamos conquistar os três pontos.

“Nestes jogos vamos viver momentos difíceis em equipe porque são equipes boas, de topo, por isso precisamos saber gerir estes momentos e ultrapassá-los.

“Estamos prontas para competir neste tipo de partida”.

Um recorde de 44.259 torcedores compareceram ao confronto da WSL da última temporada no Etihad, onde as equipes disputaram uma partida emocionante que terminou em 1 a 1 graças ao gol de empate de Laura Coombs no segundo tempo. 

Pela segunda vez consecutiva, espera-se que uma grande multidão assista ao próximo encontro entre as duas equipes. 

E Aleixandri explicou a importância dos nossos fãs.

Ela acrescentou: “Acho que é possível [bater o recorde de público] porque nossos torcedores são muito importantes para nós.

“Mal posso esperar para ver o Etihad barulhento. Esperamos que possamos quebrar esse recorde”.