Masculino

Rodrigo: “Mostramos nossa personalidade de campeões”

Rodrigo: “Mostramos nossa personalidade de campeões”
O meio-campista do City, Rodrigo, diz que ele e seus companheiros nunca duvidaram que poderíamos virar o jogo na vitória sobre o Arsenal.

O gol do espanhol aos 93 minutos iniciou uma reviravolta dramática no Emirates Stadium, depois que o gol no primeiro tempo de Bukayo Saka foi nivelado pelo gol de Riyad Mahrez antes do fim do tempo regular.

O City teve um grande salvador, Nathan Ake sauvou uma bola em cima da linha do gol logo depois do empate de Mahrez, antes de um período frenético de dois minutos ser concluído com um cartão vermelho para o zagueiro Gabriel, do Arsenal.

Os comandados de Guardiola aproveitaram ao máximo a vantagem quando Rodrigo fez o gol para garantir os três pontos cruciais e a 11ª vitória consecutiva na Premier League.

E o espanhol ficou encantado com a maneira como o City continuou a lutar até ao fim.

Ele disse: “Sofremos na primeira parte, mas assumimos o controle na segunda parte e fazemos mais o nosso jogo."

“Eles fizeram um grande jogo, mas mostramos a nossa personalidade de campeões."

“Aprendemos nos últimos anos que você tem que lutar sempre, não importa o que aconteça."

“Não fizemos um grande jogo, mas forçamos, nunca desistimos e sempre pensamos que era possível."

"Aos 90, marquei o gol, nem sabia o que estava fazendo lá, com o (Aymeric) Laporte lá também foi uma loucura, mas mais três pontos foram vitais para nós."

Dbaixe o MAN CITY APP

Um incidente na segunda parte ganhou vida quando Bernardo Silva foi derrubado por Granit Xhaka dentro da área pouco antes do tempo regular.

O árbitro Stuart Atwell inicialmente dispensou os protestos do meio-campista português, mas, após uma revisão do VAR, repensou sua decisão.

Xhaka e vários de seus companheiros de equipe do Arsenal ficaram indignados com a decisão, depois que um pedido de pênalti no primeiro tempo não foi investigado pelo VAR, com Martin Odegaard caindo sob após um carrinho limpo do Ederson.

E a frustração deles aumentou logo depois, quando Gabriel recebeu o segundo cartão amarelo por uma entrada tardia sobre Gabriel Jesus.

Mesmo assim, Rodrigo não tinha a ilusão de que o árbitro Stuart Atwell deu o tiro certo em Londres.

“Não tenho dúvidas de que o nosso foi um pênalti”, explicou.

“A princípio tive dúvida na primeira ação, mas cheguei perto da tela (na análise do VAR) e para mim ficou claro."

“Os pequenos detalhes fazem uma grande diferença. Cometeram um grande erro com o segundo amarelo do Gabriel."

“Fomos espertos, não tivemos muitas chances, mas fomos muito eficazes.”

Ver todos os parceiros do clube

Mancity.com

31?
loading