Masculino

Pep Guardiola reage à decisão do TAE

Pep Guardiola reage à decisão do TAE
Pep Guardiola diz que está "incrivelmente feliz" depois que a proibição de dois anos do Manchester City da competição europeia foi anulada pelo Tribunal de Arbitragem do Esporte

O TAE entregou o seu veredicto na segunda-feira, no qual o City foi inocentado de violar os regulamentos do Fair Play Financeiro entre 2012 e 2016. A decisão reverteu a proibição emitida pela UEFA em fevereiro o que significa que o City jogará na Liga dos Campeões na próxima temporada.

Guardiola revelou que o clube está ansioso para competir na Europa.

"[Estou] incrivelmente feliz pela decisão, que mostra o que todas as pessoas disseram sobre o clube não eram verdadeiras", revelou na coletiva de imprensa antes do jogo de quarta-feira contra o Bournemouth:

"Se tivessemos feito algo errado, aceitaríamos a decisão da UEFA e do TAE. Temos o direito de nos defender quando acreditamos que o que fizemos está correto. Três juízes independentes disseram isso.

"Estamos incrivelmente felizes porque podemos defender o que fizemos em campo".

Guardiola reiterou a mensagem de que, se o clube tivesse feito algo errado, ele teria aceitado a punição, mas tendo sido absolvido, ele espera que as críticas que o City enfrenta desde que a UEFA emitiu a proibição terminem:

"Seria bom (terminar com as críticas), mas acho que não", acrescentou.

"O que aconteceu nos últimos anos, com muitas pessoas falando sobre o nosso clube, terminassem."

"Gostaria de dizer para todas ela, que olhem nos nossos olhos e digam algo cara a cara, entrar no campo e jogar como rivais; depois, se você nos vencer, apertaremos as mãos e parabenizá-los. ”

“Mas eles perderam o campo. Eles têm que entrar em campo e nos derrotar, como nós. Se tivéssemos feito algo errado, aceitaríamos uma proibição de qualquer departamento - a Premier League, UEFA, FIFA."

"Ontem foi um ótimo dia para o futebol porque mostramos que jogamos as mesmas regras de todos os clubes de elite. Podemos jogar na Liga dos Campeões na próxima temporada porque o que fizemos é certo, é apropriado. É por isso que eles precisam aceitar essa decisão, entrar em campo e jogar contra nós."

WATCH: Begiristain expecting conservative Champions League ties

Guardiola também enviou uma mensagem para os principais clubes da Inglaterra e da Europa. O técnico de 49 anos diz que o City fez o possível para ser bem-sucedido em campo e, portanto, conquistou o direito de competir com os maiores clubes do mundo.

"O Clube tentou durante toda a sua história - quando esteve no Maine Road com nossos heróis, como Mike Summerbee e Colin Bell e depois com Joe Hart - fizemos o nosso melhor em campo", explicou ele.

"O que fizemos na década passada, ficou em campo. Sei que para os clubes de elite, como o Liverpool, o Manchester United e o Arsenal, é desconfortável, mas queremos competir com eles."

“Merecemos ser mais fortes. Temos pessoas incríveis trabalhando neste clube para torná-lo melhor, para deixar os nossos fãs orgulhosos. Não precisamos pedir permissão para estar lá. Merecemos estar lá."

"Demos um grande passo em frente, nos últimos 10 anos. Investimos muito dinheiro, como muitos clubes. Fizemos da maneira certa: Não fomos banidos porque seguimos as regras do FFP. Se não tivéssemos, teríamos sido banidos."

"Se jogarmos, é porque fizemos da maneira certa. É por isso que seguimos as regras. Se a UEFA ditar que devemos fazê-lo, fazemos. As pessoas têm que entender que estamos aqui para competir em campo, no mesmo nível que os clubes de elite da Premier League e também da Europa."

Ver todos os parceiros do clube

Mancity.com

31?