Masculino

De Bruyne: A defesa sólida como uma rocha nos ajuda a fazer nosso trabalho

De Bruyne: A defesa sólida como uma rocha nos ajuda a fazer nosso trabalho
Kevin De Bruyne acredita que a unidade defensiva do City merece o crédito, já que avançou às quartas de final da Liga dos Campeões com uma vitória agregada por 4x0 sobre o Borussia Monchengladbach.

O belga abriu o marcador em Budapeste com um torpedo da entrada da área aos 12 minutos, antes de Ilkay Gundogan duplicar a nossa vantagem na noite, cinco minutos depois, finalizando calmamente um contra-ataque rápido.

Mas enquanto De Bruyne e Gundogan vão receber os aplausos por uma vitória convincente por 2x0 sobre o time alemão, o City se aproximou de outro recorde fenomenal.

Os homens de Pep Guardiola estão agora há, nada mais nada menos do que, 695 minutos sem sofrer gols na Liga dos Campeões, ultrapassando a Juventus, finalista de 2017, e ocupando a segunda posição no ranking de todos os tempos, apenas atrás do Arsenal de 2006.

E para De Bruyne, ter uma defesa aparentemente impenetrável permite que ele e os outros jogadores de ataque do City prosperem.

Ele refletiu: “É mais fácil para nós (atacantes) quando não concedemos (gols)."

“Acho que é sempre importante quando você esteja estável como defesa e como equipe, isso dá confiança a toda a equipe.”

“É muito bom para o Ederson e os defensores, eles estão lá para tentar impedir os gols e acho que os caras da frente e do meio tentam ficar em forma para ajudá-los sempre que possível.”

Com uma vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões em jogo, era essencial para os homens de Pep Guardiola serem os mais rápidos nas áreas para tentar matar o jogo.

E eles conseguiram isso, com uma vantagem de quatro gols no total, em menos de 20 minutos do jogo de volta, na Puskás Aréna.

City+ | assista a todos os replays de jogos do city 

De Bruyne concordou que um início rápido foi um fator crucial para a nossa vitória dominante, o que significa que o Monchengladbach teve de se empenhar para encontrar um caminho de volta à eliminatória.

“Fomos pacientes no início e quando marcamos os dois gols isso nos deu um pouco de cobertura, sabendo que eles tinham que sair um pouco mais."

“Acho que controlamos o jogo e tivemos algumas chances também no segundo tempo."

“O segundo tempo foi um pouco menos, mas isso é compreensível com os jogos que jogamos e com um placar total de 4x0.”

Com os jogos chegando em grande quantidade e rápido, Pep Guardiola fez cinco mudanças na equipe que colocou que jogou contra o Fulham para 'descansar', com Phil Foden operando como um falso-nove.

Entrar em campo sem um atacante de origem não tem sido incomum nos últimos meses, enquanto Gabriel Jesus e Sergio Aguero voltam à plena forma.

Mas De Bruyne insiste que, estando ou não um ponta-de-lança em campo, todos os jogadores estão totalmente cientes do que se espera deles.

baixe o man city app

“Acho que tentamos meter a bola para dentro da área quando atacamos e temos jogadores diferentes em áreas diferentes”, revelou.

“Às vezes é difícil, mesmo quando Gabby (Jesus) ou Kun (Aguero) jogam é semelhante, eles são mais atacantes, fazem as mesmas funções."

“Se eles não estiverem lá, tentamos manter uma boa forma e chegar em boas posições."

Ver todos os parceiros do clube

Mancity.com

31?
loading