Crônica da Partida

Em 5 minutos, City vira o jogo sobre o Real Madrid

Em 5 minutos, City vira o jogo sobre o Real Madrid
Champions League
Champions League
qua 26 fev
1
2
Isco 
(60’)
Gabriel Jesus 
(78’), 
Kevin De Bruyne 
(83’)
Ver melhores momentos
Gabriel Jesus e De Bruyne marcaram os gols de uma virada épica em pleno Santiago Bernabéu

O City teve o que provavelmente foi sua melhor exibição na Liga dos Campeões até aqui, com uma vitória por 2-1 sobre o Real Madrid no Bernabéu.

Foi a primeira vitória do City sobre o Real, que veio acompanhada de uma performance eletrizante de um time que virou uma partida em apenas cinco minutos, tendo perdido Aymeric Laporte por lesão ainda no primeiro tempo.

A entrada de Raheem Sterling se mostrou o grande ponto de virada do time, com o atacante inglês estando envolvido no gol de Gabriel Jesus aos 79 minutos e sofrendo um pênalti apenas 4 minutos depois.

O Real ainda acabou a partida com 10 homens em campo quando Sergio Ramos foi expulso.

No geral, uma noite inesquecível na capital espanhola. E, provavelmente, a noite europeia que os torcedores do City estavam aguardando.

O que aconteceu?

O City começou o jogo partindo para cima, com confiança e fluidez.

A formação de Pep Guardiola parecia mudar a cada transição, mas sempre que o Real Madrid atacava, encontrava um time compactado.

A primeira chance da partida veio aos 21 minutos, quando Kevin De Bruyne passou uma bola para Gabriel Jesus. O brasileiro cortou o marcador e chutou, mas Courtois, inspirado, fez boa defesa.

Depois, foi Riyad Mahrez quem achou De Bruyne, que chutou forte mas errou o alvo.

O City defendia com tanta solidez que a primeira chance dos gigantes de Madri veio apenas aos 32 minutos - e passou perto de entrar. 

Ferland Mendy cruzou para Benzema, que cabeceou firme para o gol. Ederson fez grande defesa, e, no rebote, Vinicius Jr. perdeu o tempo e furou.

O grande susto veio quando Aymeric Laporte mostrou sinais de contusão e desabou em campo. O zagueiro francês teve que abandonar o gramado e Fernandinho veio para o jogo.

No começo da segunda etapa, o ritmo forte do City se manteve, mas a bola insistia em não entrar - pelo menos no gol de Courtois. Em uma boa jogada em velocidade, Vinicius Jr. fez ótima jogada e achou Isco, que chutou na saída de Ederson e abriu o placar para os merengues.

Foi um golpe duro, mas a Liga dos Campeões é assim.

A entrada de Sterling mudou a cara da equipe, que passou a oferecer ainda mais perigo. E na troca de passes entre o britânico e Kevin De Bruyne, um cruzamento do belga achou Gabriel Jesus na área, que, de cabeça, marcou o gol de empate.

A virada veio a apenas quatro minutos depois. Sterling partiu para cima e acabou derrubado por Carvajal - pênalti. Na cobrança, De Bruyne espantou o retrospecto ruim do City em penalidades e deslocou Courtois para virar a partida a 10 minutos do final.

Antes do apito final de uma noite mágica, o Real ainda sofreria mais um revés. Por falta em Jesus, Sergio Ramos levou o cartão vermelho.

Após o apito final, celebração dos 3,000 torcedores do City no Bernabéu. Uma noite para a história.

Glória, glória, aleluia!

Do começo ao fim, Gabriel Jesus foi incrível.

Sua raça e sua vontade foram o motor de um time que sabia que precisava atacar e defender com maestria se quisesse um bom resultado no Bernabéu.

Jogando pela ponta, o brasileiro era visto em todo o campo, limpando bolas na defesa e finalizando para o gol na frente. Uma escolha certeira de Pep Guardiola na escalação.

O que vem a seguir

No próximo domingo, o City vai tentar levantar seu segundo troféu da temporada. Derrotamos o Liverpool para conquistar a Community Shield, e, agora, vamos enfrentar o Aston Villa na grande final da Carabao Cup.

Nos dois jogos da Premier League desta temporada, duas vitórias do CIty e um placar agregado de 9-1. Mesmo assim, agora vale título.

Depois, o foco muda para a FA Cup: vamos enfrentar o Sheffield Wednesday, na quarta-feira, pela FA Cup.

Ver todos os parceiros do clube

Mancity.com

31?