quote feed-section sponsor-promos cf show linkedin dugout

Crônica da partida | Season 2018/19

Vídeo Fotogaleria

Bournemouth Bournemouth 0
Manchester City New Logo City 1

BLUE HEAVEN: Riyad Mahrez celebrates with his City team-mates after his crucial goal

BLUE HEAVEN: Riyad Mahrez celebrates with his City team-mates after his crucial goal

Premier League 2 de março de 2019 18:09:00

Bournemouth

0
0 - 1

Manchester City

1

Mahrez 55'

Árbitro
Kevin Friend
Matchday centre

Bournemouth:

  • Boruc
  • Daniels
  • Simpson Ibe 83’
  • Clyne Rico 83’
  • Aké
  • Mepham
  • Smith
  • Fraser
  • Surman
  • Brooks Mousset 75’
  • King
Suplentes não utilizados
Taylor, Gosling, Surridge, Begovic

Manchester City:

  • Santana de Moraes
  • Otamendi
  • Stones Kompany 48’
  • Walker
  • Zinchenko
  • De Bruyne Mahrez 47’
  • Gündogan
  • Silva
  • Sterling
  • Agüero de Jesus 90’
  • Veiga de Carvalho e Silva
Suplentes não utilizados
da Silva, Muric, Sané, Foden

O City está de volta à primeira colocação da Premier League. A equipe venceu o Bournemouth por 1 a 0 e agora joga a pressão para o Liverpool, que ainda tem seu jogo para fazer na rodada.

Pos Equipe PJ DG Pts
1 Manchester City 29 +56 71
2 Liverpool 29 +49 70
3 Tottenham Hotspur 29 +26 61
4 Manchester United 29 +20 58

Riyad Mahrez foi o autor do gol da vitória, mais uma pelo placar mínimo, assim como no último jogo, contra o West Ham. O domínio da equipe, porém, foi absoluto. O Bournemouth não deu nenhum chute a gol.

Faltam apenas nove rodadas para o fim da competição. E o sonho do bicampeonato inglês segue mais vivo do que nunca!

O que aconteceu?

O City entrou em campo com quatro alterações em relação ao jogo de meio de semana. Raheem Sterling, Bernardo Silva e Kyle Walker voltaram à equipe titular, enquanto John Stones retornou depois de três partidas afastado por conta de uma lesão. Gabriel Jesus, também recuperado de lesão, ficou à disposição no banco de reservas.

Com a bola rolando, o City logo impôs seu jogo de posse de bola e pressão, mas em ritmo sensivelmente mais lento do que o normal.

A primeira chance clara veio só aos 18 minutos. Bernardo Silva lançou na ponta direita para Kevin de Bruyne, que cruzou rasteiro para David Silva, livre, na grande área, mas o espanhol chutou de primeira para fora.

O time da casa, apesar do canto incessante da torcida, não conseguia armar nenhuma jogada de ataque. Na marca dos 25 minutos, o City tinha 83% de posse de bola e quatro finalizações, embora nenhuma no alvo.

Era, mais uma vez, um jogo de paciência para o time de Pep Guardiola.

Aos 30, após cobrança de escanteio, Nicolas Otamendi arriscou um voleio cheio de estilo, mas a bola passou por cima da meta adversária.

Sterling, aos 40, tentou acertar o ângulo em chute de fora da área, mas a bola subiu demais e não chegou a levar grande perigo ao Bournemouth.

Antes do intervalo, De Bruyne pareceu sentir alguma lesão após tentativa de passe para Sterling e deixou o campo para a entrada de Riyad Mahrez.

O City ainda teve uma chance em bate e rebate na área após cobrança de escanteio de Mahrez, mas o placar da partida seguiu inalterado.

Encerrado o primeiro tempo, o City tinha acertado apenas uma finalização no alvo, com Stones, de cabeça, para fácil defesa do goleiro Boruc. Por outro lado, o Bournemouth não havia feito uma finalização sequer.

No segundo tempo, com poucos minutos de bola rolando, Stones saiu para entrada de Vincent Kompany, aparentemente por um problema físico, dando tons dramáticos para a partida no sul da Inglaterra.

Bem postado na defesa, com duas linhas de marcação bem próximas uma da outra, o Bournemouth não dava espaço ao City, que rodava a bola de um lado para outro. Quando se aproximavam da área, os jogadores dos Blues eram quase sempre rodeados por pelo menos três adversários.

O City, porém, não está brigando pelo bicampeonato à toa.

Antes da marca dos dez minutos, tocando a bola de pé em pé, o City conseguiu abrir a defesa do Bournemouth. David Silva, na marca do pênalti, rolou para Mahrez finalizar com força para o fundo do gol.

Que alívio! A torcida do City no estádio se fazia ouvir em alto e bom som!

O gol deu ânimo novo ao time, que seguiu pressionando. Sterling, em duas oportunidades, quase ampliou. Primeiro em chute de fora da área defendido por Boruc, e em seguida após passe brilhante de Bernardo Silva em jogada de contra-ataque – a bola bateu na rede pelo lado de fora.

Sergio Aguero também teve sua chance, mas Boruc fez boa defesa.

Aos 25 minutos da segunda etapa, o City acumulava 15 finalizações, sendo cinco no alvo, contra nenhuma do Bournemouth. Domínio total.Sterling, mais uma vez, teve ótima chance para marcar o segundo ao ficar cara a cara com Boruc, mas o goleiro saiu bem e impediu a finalização.

O Bournemouth não atacava. Já o City era só pressão. Aguero, de fora, da área, quase fez um golaço de cobertura – a bola bateu no travessão.

Aos 40, Boruc fez uma defesa impressionante em cabeçada de Mahrez.

Faltando poucos minutos para o fim da partida, Gabriel Jesus entrou no lugar de Aguero. A vantagem de um gol, porém, não foi alterada.

Assim como na partida contra o West Ham, o placar podia ter sido bem maior, mas nesta reta final de Premier League o que importa são os três pontos – e isso o City tem conseguido alcançar com todo o mérito.

Estrela do jogo: David Silva

A experiência de David Silva foi fundamental no jogo de hoje, pois o City precisou de muita paciência para furar o bloqueio adversário. Foi do espanhol o passe para Mahrez fazer o gol da vitória – sua assistência de número 80 em jogos de Premier League. Um verdadeiro mago!

O que isso significa...

Com a vitória, o City assume provisoriamente a liderança da Premier League com 71 pontos, dois a frente do Liverpool, que joga no domingo contra o Everton. Se os Reds não vencerem, os Blues terminarão a rodada em primeiro, faltando apenas nove jogos para o fim do campeonato.

O que vem a seguir?   

O City tem agora uma semana livre e volta a campo no sábado dia 9 de março, quando recebe o Watford no Etihad Stadium pela Premier League.

Em seguida recebe o Schalke 04 na partida de volta das oitavas-de-final da Liga dos Campeões, dia 12 de março, e viaja ao País de Gales para enfrentar o Swansea City pela Copa da Inglaterra, dia 16 março.

Notícias da equipe principal

Gabriel Jesus e John Stones à disposição de Pep

Notícias da equipe principal

Se habilite a ganhar uma camisa autografada!

Notícias da equipe principal

Trio nomeado ao prêmio de jogador Premier League