David Silva, Nmecha e Sterling, duas vezes, compuseram o placar da primeira partida da temporada

O primeiro teste do City na temporada começou de forma estranha: foi o West Ham quem abriu o placar, depois de um pênalti cometido por Angelino e convertido por Mark Noble.

Mas a mescla de juventude e experiência de Pep Guardiola deu resultado com dois gols em dois minutos para virar o placar: David Silva anotou o primeiro, e Nmecha, de pênalti, fez o 2 a 1.

Raheem Sterling completou a conta com dois gols para fechar o resultado em 4 a 1.

O que aconteceu?

Trabalhando ainda sem muitos dos principais jogadores, Pep Guardiola aproveitou para dar oportunidades a muitas caras novas. O lateral-esquerdo Angelino, que esteve no PSV durante a última temporada, foi uma delas; Rodri, nova contratação vinda do Atlético do Madri, foi outra.

O West Ham, por outro lado, alinhou jogadores muito mais experientes. O brasileiro Felipe Anderson, pelo lado direito, começava causando problemas e mostrando que o jogo não seria fácil.

E foi por esse mesmo lado que os Hammers conseguiram abrir o placar. Angelino caiu na área e colocou a mão na bola - pênalti. Na cobrança, Bravo até acertou o canto de Noble, mas não conseguiu alcançar a bola.

Ainda no primeiro tempo, a reação dos Citizens: o jovem Adrián Barnabé, de 18 anos, mostrou personalidade ao acertar um lançamento muito longo no peito de David Silva, livre, dentro da área; com a classe habitual, El Mago dominou e chutou bonito para empatar.

Menos de um minuto depois, Lukas Nmecha foi derrubado na área. Outro pênalti, convertido por ele mesmo.

Na segunda etapa, Guardiola decidiu dar vez à experiência, e colocou em campo Kevin de Bruyne, Leroy Sané, Bernardo Silva e Raheem Sterling. E a entrada deles não demorou a dar resultado: aos 59, Sané achou Sterling, que não deixou escapar; e aos 72, Raz apareceu de novo, chutando duas vezes para transformar a vitória em goleada. 4 a 1 no primeiro teste da tour asiática.

Homem do Jogo: Tommy Doyle

O jovem das categorias de base do City se mostrou pronto para os desafios do time principal, com uma performance segura.

Ousado, com grande visão e trabalho duro. Nada mal para um menino de 17 anos!

O que isso significa?

O City vai à final do Premier League Asia Trophy, em Shanghai.

Nosso adversário será o Wolverhampton, que anotou 4 a 0 no Newcastle.

A partida acontece no sábado.