quote feed-section sponsor-promos cf show linkedin dugout

Crônica da partida | Season 2018/19

Vídeo Fotogaleria

Manchester City New Logo City 6
Chelsea Chelsea 0

Sergio Aguero salutes the Etihad faithful.

Sergio Aguero salutes the Etihad faithful.

Premier League Att:54452 10 de fevereiro de 2019 16:00:00

Manchester City

6

Sterling 4', 80'

Agüero 13', 19', 56' (pen)

Gündogan 25'

6 - 0

Chelsea

0
Árbitro
Mike Dean
Matchday centre

Manchester City:

  • Santana de Moraes
  • Laporte
  • Stones
  • Zinchenko
  • Walker
  • Luiz Rosa Silva 75’
  • Gündogan
  • De Bruyne Mahrez 68’
  • Veiga de Carvalho e Silva
  • Agüero de Jesus 65’
  • Sterling
Suplentes não utilizados
da Silva, Muric, Sané, Otamendi

Chelsea:

  • Arrizabalaga
  • Alonso Palmieri dos Santos 73’
  • Rüdiger
  • Luiz Moreira Marinho
  • Azpilicueta
  • Barkley Kovacic 52’
  • Kanté
  • Frello Filho
  • Rodríguez Ledesma Loftus-Cheek 65’
  • Higuaín
  • Hazard
Suplentes não utilizados
Christensen, Borges Da Silva, Caballero, Giroud

Foi uma apresentação de gala para ficar na história. Com direito a quatro gols em 25 minutos e mais um hat-trick de Sergio Aguero, o City venceu o Chelsea por 6 a 0 e manteve a liderança da Premier League, com um jogo a mais que o vice-líder Liverpool.

A goleada foi o final perfeito de uma semana decisiva para a equipe de Pep Guardiola, que havia vencido o Arsenal (3 a 1) no último domingo e o Everton (2 a 0) na quarta-feira, mantendo vivo o sonho do bicampeonato.

Nos últimos seis jogos no Etihad Stadium, contando todas as competições, o City marcou 33 gols – uma média superior a cinco gols por partida! 

O que aconteceu?

Com Oleksandr Zinchenko, Kevin De Bruyne e Raheem Sterling de volta à equipe titular, o City começou com tudo, abrindo o placar aos 4 minutos.

De Bruyne acionou Bernardo Silva na ponta direita e o português, livre de marcação, cruzou rasteiro – a bola sobrou para Sterling, que fez 1 a 0.

Pouco depois, Sergio Aguero perdeu uma chance incrível. Bernardo Silva, desta vez pela esquerda, escapou da marcação e cruzou rasteiro na segunda trave, onde o argentino, sozinho, chutou direito para fora.

A intensidade do City era de encher os olhos da torcida, e não demorou para Aguero se redimir do gol feito que havia perdido. Aos 12 minutos, o argentino deu uma patada de fora da área e marcou um golaço!

Era o início perfeito para o time de Pep Guardiola, soberano dentro de campo, enquanto o Chelsea tentava entender o que estava acontecendo.

E o massacre não parou por aí. Aos 18 minutos de partida, Aguero aproveitou vacilo gigantesco da zaga do Chelsea para marcar mais um.

O City estava implacável. Aos 25 minutos, Ilkay Gundogan arriscou da entrada da área marcou o quarto gol do time da casa. Impressionante!

Devastado no placar, ao Chelsea não sobrou alternativa senão se lançar ao ataque. Na marca de meia hora de jogo, Pedro ficou na cara do gol, mas Ederson se esticou todo para fazer uma excelente defesa.

Higuain, de fora da área, também obrigou o goleiro brasileiro a fazer uma difícil defesa – de mão esquerda, Ederson espalmou para escanteio.

Os minutos finais do primeiro tempo foram de relativa pressão do Chelsea, com o City compactado saindo em busca dos contra-ataques.

No segundo tempo, mais do mesmo: o City insaciável seguia à procura dos gols. Antes do cinco minutos, Aguero cabeceou uma bola na trave.

Aos 10, Sterling sofreu pênalti. Aguero bateu e fez 5 a 0, igualando o recorde de Alan Shearer com 11 hat-tricks em jogos de Premier League.

Com a vitória mais do que assegurada, Gabriel Jesus entrou no lugar de Aguero, e pouco depois De Bruyne saiu para a entrada de Riyad Mahrez.

Faltando 15 minutos para o final, Sterling lançou na área para Jesus, que chutou em cima do goleiro Kepa – na jogada, David Luiz empurrou o atacante do City, um pênalti claro, mas o árbitro não marcou nada.

Fernandinho, ovacionado, saiu para a entrada de David Silva.

E tinha mais: em jogada desconcertante, Bernardo Silva lançou para Zinchenko, que cruzou para Sterling fazer o segundo gol dele no jogo.

Nos minutos derradeiros, o City tocou a bola sem pressa, embalado pelo canto mais do que satisfeito da torcida. Uma vitória de campeão!

Estrela do jogo: Sergio Aguero

Faltam adjetivos para definir o maior artilheiro da história do City.

Decisivo, matador, craque, fenomenal...

Com os três gols de hoje, Aguero chegou a 17 nesta Premier League, igualando Mohamed Salah, do Liverpool, na artilharia do campeonato.

 

Outra marca incrível de Aguero: 15 gols em 17 jogos contra o Chelsea. 

O que isso significa...

A vitória contra o Chelsea recoloca o City na liderança da Premier League com 65 pontos – mesma pontuação do que o Liverpool, mas com vantagem no saldo de gols. Os Reds, porém, têm um jogo a menos.

O que vem a seguir?

O City tem agora pela frente três partidas por três competições diferentes.

No sábado dia 16 de fevereiro, às 17h30 (15h30 BRT), enfrenta o Newport County fora de casa pela quinta rodada da Copa da Inglaterra.

Na quarta-feira dia 20 de fevereiro, às 20h (18h BRT), visita o Schalke 04 na partida de ida das oitavas-de-final da Liga dos Campeões da Europa.

 

No domingo dia 24 de fevereiro, às 16h30 (14h30 BRT), vai a Londres encarar o Chelsea na final da Copa da Liga Inglesa, em Wembley.

 

A equipe volta a jogar pela Premier League na quarta-feira dia 27 de fevereiro, às 20h (16h BRT), quando recebe o West Ham no Etihad.

Notícias da equipe principal

Como assistir ao Man City v Chelsea

Notícias da equipe principal

City v Chelsea: Coletiva de imprensa

Notícias da equipe principal

Guardiola: "Nunca desistimos!"

PT

Pep Guardiola enalteceu a resiliência do Manchester City após a vitória por 2 a 0 contra o Everton – que valeu o retorno à liderança da Premier League.

Reação de Pep