quote feed-section sponsor-promos cf show linkedin dugout

Crônica da partida | Season 2018/19

Vídeo Fotogaleria

Everton Everton 0
Manchester City New Logo City 2

PT

PT

Premier League Att:39322 6 de fevereiro de 2019 19:45:00

Everton

0
0 - 2

Manchester City

2

Laporte 47'

de Jesus 97'

Árbitro
Craig Pawson
Matchday centre

Everton:

  • Pickford
  • Zouma
  • Keane
  • Kenny
  • Digne
  • Tavares Gomes Sigurdsson 63’
  • Anício Caldeira Duarte de Andrade 73’
  • Gueye
  • Davies
  • Walcott Tosun 80’
  • Calvert-Lewin
Suplentes não utilizados
Coleman, Schneiderlin, McCarthy, Stekelenburg

Manchester City:

  • Santana de Moraes
  • Laporte
  • Otamendi
  • Stones
  • Walker
  • Luiz Rosa
  • Gündogan
  • Silva De Bruyne 89’
  • Sané Sterling 59’
  • Agüero de Jesus 80’
  • Veiga de Carvalho e Silva
Suplentes não utilizados
Muric, Mahrez, Zinchenko, da Silva

O City está de volta à liderança da Premier League. A equipe venceu o Everton por 2 a 0 e, com um jogo a mais, igualou o número de pontos do Liverpool, estando à frente no saldo de gols.

Pos Equipe PJ DG Pts
1 Manchester City 27 +54 65
2 Liverpool 26 +44 65
3 Tottenham Hotspur 26 +29 60
4 Manchester United 26 +17 51

O placar pode sugerir um jogo tranquilo, mas não foi fácil – o segundo gol, marcado por Gabriel Jesus, saiu no último minuto. Com partidas decisivas uma atrás da outra, a impressão é que o City tem encontrado dificuldades para manter a intensidade e precisão características.

Garra e concentração, porém, não faltam, mesmo sob pressão.

Bernardo Silva disse antes da partida que “pressão é uma coisa boa, significa que estamos brigando por títulos”. De fato, estamos na briga!

O que aconteceu?

O City entrou em campo com duas alterações em relação ao time que venceu o Arsenal no domingo: John Stones e Leroy Sané nos lugares de Kevin De Bruyne e Raheem Sterling. Ou seja: um tradicional 4-3-3, com Aymeric Laporte na lateral-esquerda e Fernandinho no meio de campo.

Com a bola rolando, a partida começou disputada. O Everton tentou armar os primeiros ataques para frear o ímpeto ofensivo do City e rondou com algum perigo a área dos Blues, mas logo a realidade se impôs.

Fernandinho controlava a faixa central, iniciando as jogadas que ou caíam pela direita com Bernardo Silva, ou caíam pela esquerda com Sané.

Antes dos 20 minutos, duas grandes chances. Primeiro Laporte, após escanteio, cabeceou uma bola que passou muito perto. Depois Ilkay Gundogan chutou na trave uma bola rasteira que veio de David Silva.

O Everton então acordou, tentando sair da pressão. Perto dos 30, a melhor chance do time da casa: após cruzamento da direita, Bernard cabeceou em ótimas condições, mas Walker desviou para escanteio.

Nos minutos finais do primeiro tempo, o City foi para cima, mas parecia menos veloz do que seria necessário para furar a zaga adversária.

Até que Fernandinho sofreu falta na entrada da área. David Silva cruzou com perfeição e Laporte cabeceou firme para o gol: 1 a 0 para o City!

Na volta do intervalo, o time da casa se lançou ao ataque, oferecendo mais espaços ao City, que tentava contra-atacar em velocidade.

Em um desses ataques, Sergio Aguero quase marcou de bicicleta.

Com mais de uma hora de bola rolando, o jogo entrou naquela zona de perigo: vantagem mínima no placar, adversário mais presente no ataque.

O City, porém, seguiu em busca do segundo gol. Sterling, que havia entrado no lugar de Sane, chegou perto em bola que roçou o travessão.

Nos 15 minutos finais, o jogo alternou momentos de pressão do Everton com longas trocas de passes do City, que tentava ficar o máximo possível de tempo com a bola nos pés para não dar chances ao adversário – em uma delas, Ederson saiu do gol com rapidez para evitar uma finalização.

Para deixar tudo ainda mais dramático, o juiz deu sete minutos de acréscimo. Mas não havia nada que pudesse tirar a vitória do City.

Tanto que no minuto final Gabriel Jesus recebeu passe na medida de Kevin de Bruyne e, na segunda tentativa, decretou o placar final: 2 a 0!

Estrela do jogo: Aymeric Laporte

Improvisado na lateral-esquerda, Laporte mostrou mais uma vez ser um jogador versátil e decisivo. Foi seguro na defesa e abriu o placar do jogo.

Bernardo Silva, incansável, e Fernandinho, sempre disponível tanto na defesa quanto no ataque, também tiveram atuações acima da média.

O que isso significa...

Com a vitória, o City assume a liderança da Premier League com 62 pontos – mesma pontuação do Liverpool, mas com considerável vantagem no saldo de gols. Os Reds, porém, têm um jogo menos, já que a partida de hoje contra o Everton foi adiantada pelo fato de os Blues jogarem a final da Copa da Liga Inglesa no domingo dia 24 de fevereiro. 

O que vem a seguir?

O City volta a campo no domingo dia 10 de fevereiro, às 16h (14h BRT), quando recebe o Chelsea no Etihad Stadium pela Premier League.

Notícias da equipe principal

Everton v City: Atualização do plantel

Notícias da equipe principal

Guardiola satisfeito com os seus jogadores!

Crônica da partida

Hat-trick de Aguero deixa o City na cola do líder!

FIRE STARTER: Sergio Aguero heads City into the lead after just 50 seconds.

Sergio Aguero é certeza de gols em jogos grandes. Com três do argentino, o City venceu o Arsenal por 3 a 1 e está a apenas dois pontos do Liverpool na briga pela liderança da Premier League.

Manchester City 3-1 Arsenal: Crônica da partida