Gol de Otamendi nos últimos minutos não evitou a derrota no Etihad para o United

Em um dia em que nada deu certo para os campeões e, como têm acontecido durante a temporada, as decisões do VAR não nos ajudaram, os visitantes marcaram dois gols e se defenderam até o fim.

Nicolas Otamendi fez um gol a cinco minutos do fim, mas não foi o suficiente para empatar.

O que aconteceu?

O City começou a partida sem conseguir fazer David de Gea trabalhar.


                        O City martelava, mas não conseguia marcar
O City martelava, mas não conseguia marcar

Perigoso, o United forçava boas defesas do goleiro Ederson, que seguia fazendo várias defesas.

Mas aos 21 minutos, o VAR apontou pênalti de Bernardo em Rashford. Na cobrança, o próprio Rashford converteu.

O atacante inglês ainda acertou o travessão com um chute de fora da área.

Antes do intervalo, Martial acertou um chute no canto de Ederson e fez o segundo.

A frustração crescia enquanto o City martelava sem efetivamente levar perigo. O cruzamento de Kevin de Bruyne acertou o braço de Fred, mas o VAR não interviu e a penalidade não foi marcada.

O City tentou voltar melhor no segundo tempo, e aos 55 minutos, De Bruyne invadiu livre a área, mas Victor Lindelof se lançou na bola para salvar.


                        Otamendi fez o gol do City nos minutos finais
Otamendi fez o gol do City nos minutos finais

A angústia continuou até que Otamendi, de cabeça, balançou a rede num escanteio cobrado pelo De Bruyne. Mas não foi o suficiente para alcançar o empate.

O que isso significa?

O City permanece em terceiro atrás do Leicester e 14 pontos de distância do Liverpool.

O que vem a seguir?

O City viaja a Zagreb na quarta-feira para jogar contra o Dinamo a última partida da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Os homens de Pep Guardiola já estão qualificados para as oitavas de final.

No próximo domingo, o Arsenal recebe o City no Emirates Stadium.