Gol marcado no começo do jogo garante os três pontos sobre o Tottenham

Um adversário que ameaçou do primeiro ao último minuto. Uma vitória magra, suficiente para conquistar os pontos necessários.

O placar por 1-0 selou o décimo triunfo seguido do City na Premier League, que segue vivo na luta pelo título.

O que aconteceu?

Em um dia ensolarado no Etihad Stadium, o City queria imprimir seu jogo rapidamente. Mas foi o Tottenham quem começou assustando: com 3 minutos jogados, o coreano Son Heung-Min achou espaço na esquerda e finalizou com perigo para testar o goleiro Ederson.

Mas a já típica pressão inicial do City deu resultado dois minutos depois. Bernardo Silva cortou adversários pela direita e cruzou para achar a cabeça de Sergio Aguero. O argentino, com inteligência, desviou a bola para o meio da área e encontrou Phil Foden, livre, para cabecear e fazer seu primeiro gol pela Premier League.

 


                        De cabeça, Foden fez seu primeiro gol pela Premier League
De cabeça, Foden fez seu primeiro gol pela Premier League

 

Os Spurs continuaram vivos no jogo e tiveram boas oportunidades. Aos 14, Eriksen recebeu de Lucas Moura e foi bloqueado por Ederson; e aos 17, o dinamarquês lançou Son, que foi desarmado por Laporte justamente no momento em que iria finalizar.

O cansaço de disputar várias competições ao mesmo tempo não parecia dar as caras nos Blues. Sempre presente, Bernardo invadiu a área e foi derrubado por Jan Vertonghen - mas o árbitro Michael Oliver mandou a partida seguir. Ainda não há consulta ao VAR na Premier League nesta temporada.

Ainda no primeiro tempo, o maior susto. De Bruyne recebeu a bola intermediária, finalizou para fora e sentou no gramado. Com semblante preocupado, o belga pediu substituição e deu lugar a Fernandinho. Vamos torcer para que não seja nada grave!

 


                        De Buryne deixou o campo com dores ainda no primeiro tempo
De Buryne deixou o campo com dores ainda no primeiro tempo

 

E ainda deu tempo para Son partir em velocidade e passar por quatro jogadores. Ederson, sempre preciso, impediu o que seria um golaço.

O jogo aberto se manteve no segundo tempo, com as duas equipes tendo boas oportunidades. Aos 26 do segundo tempo, Gundogan achou Sané na esquerda, que encontrou Sterling. O atacante bateu no contrapé do goleiro Gazzaniga, que faz uma grande defesa com os pés e evitou o segundo.

Conforme o relógio foi avançando, o City esbanjou competência para segurar o time dos Spurs e manteve o jogo sob controle até os minutos finais. Com o apito final, três pontos providenciais na corrida pelo título.

Homem do Jogo: Bernardo Silva

 


                        Onipresente, Bernardo participou de jogadas decisivas
Onipresente, Bernardo participou de jogadas decisivas

 

Mais um jogo impecável do português, onipresente em campo. Demonstrou excelente visão de jogo ao encontrar Aguero na área no lance do primeiro gol, além de participar de vários lances de perigo. 

Menções honrosas para Ederson, Laporte e Kyle Walker, trinca providencial para segurar o potente ataque dos Spurs.

O que isso significa?

O City retorna ao topo da Premier League, um ponto acima do Liverpool - eles entram em campo contra o Cardiff neste domingo (21).

E agora?

Na próxima quarta, o City vai até Old Trafford disputar o derby da cidade contra o Manchester United. A seguir, uma outra viagem curta até Turf Moor para enfrentar o Burnley no domingo.