quote feed-section sponsor-promos cf show linkedin dugout

Crônica da partida | Season 2018/19

Vídeo Fotogaleria

Manchester City New Logo City 1
Brighton and Hove Albion Brighton 0

HEAD BOY: Gabriel Jesus stoops to meet Kevin De Bruyne's brilliant cross and guide  home City's early opener

HEAD BOY: Gabriel Jesus stoops to meet Kevin De Bruyne's brilliant cross and guide home City's early opener

Emirates FA Cup Att:71521 7 de abril de 2019 02:27:00

Manchester City

1

de Jesus 4'

1 - 0

Brighton and Hove Albion

0
Árbitro
Anthony Taylor
Matchday centre

Manchester City:

  • Santana de Moraes
  • Mendy Stones 79’
  • Otamendi
  • Walker da Silva 45’
  • Laporte
  • Gündogan
  • Silva
  • De Bruyne Luiz Rosa 65’
  • de Jesus
  • Veiga de Carvalho e Silva
  • Sterling
Suplentes não utilizados
Mahrez, Sané, Foden, Muric

Brighton and Hove Albion:

  • Ryan
  • Montoya
  • Dunk
  • Fernandes da Silva Junior
  • Duffy
  • Pröpper
  • Bissouma Locadia 82’
  • Stephens
  • Knockaert
  • Jahanbakhsh Izquierdo 70’
  • Murray Andone 66’
Suplentes não utilizados
Button, Saltor Grau, Burn, Bong

O City está na final da FA Cup. No lendário estádio de Wembley, a equipe venceu o Brighton and Hove Albion por 1 a 0 e está a um passo de mais uma conquista de título.

Gabriel Jesus foi o autor do gol da vitória, que não veio fácil.

A Copa da Inglaterra pode ser o segundo troféu do City nesta temporada, depois de a equipe ter conquistado a Copa da Liga Inglesa.

E mantém vivo o sonho do “quadruple”, ou quádrupla coroa, já que o City segue vivo nas disputas da Premier League e da Liga dos Campeões.  

O que aconteceu?

O City entrou em campo com sete alterações em relação à partida anterior, contando com a volta de Benjamin Mendy, que fez sua primeira aparição desde a vitória por 1 a 0 contra o Burton Albion em janeiro.

A equipe começou a partida com Ederson; Walker, Otamendi, Laporte e Mendy; Gundogan, Silva e De Bruyne; Bernardo, Sterling e Gabriel Jesus.

Com a bola rolando, o City começou em cima, com De Bruyne bem aberto pela direita e Sterling pela esquerda, buscando abrir a defesa adversária.

E foi da direita, dos pés de De Bruyne, que saiu o primeiro gol do jogo, logo aos 3 minutos. O belga cruzou na medida para Gabriel Jesus, que deu um peixinho e cabeceou com precisão para o fundo do gol.

A partida começava do jeito que o City gosta!

Nos minutos seguintes, porém, o ritmo do jogo deu uma caída, embora o City dominasse completamente as ações. A primeira chegada relativamente perigosa do Brighton aconteceu só aos 17 minutos, quando Otamendi errou a rebatida de um cruzamento e concedeu escanteio.

O lance deu certa confiança ao Brighton, que articulou um bom ataque nos minutos seguintes, tocando de pé em pé. Propper finalizou da entrada da área, mas a bola saiu sem força e sem direção, direto para fora.

O City respondeu na sequência. Sterling recebeu na esquerda e acionou David Silva na passagem, mas o espanhol cruzou nas mãos do goleiro.

Perto da marca dos 30 minutos, o City chegou perto do gol adversário com uma sequência de cruzamentos, mas sem levar muito perigo.

Pouco depois, Walker e Jahanbakhsh se desentenderam e levaram cartão amarelo. O árbitro de vídeo foi acionado para apurar possível cabeçada do jogador do City, passível de cartão vermelho, mas nada foi marcado.

O jogo ficou um pouco tenso, mas a dinâmica permaneceu a mesma: City em cima, tocando a bola de pé em pé pacientemente em busca dos espaços, enquanto que o Brighton apostava nos contra-ataques.

Em um desses contragolpes, Knockaert invadiu a área, dançou para cima da marcação de Mendy e chutou forte por cima do gol de Ederson.

No lance seguinte, Bernardo recebeu na entrada da área e chutou de primeira, mas a bola explodiu no corpo do volante Stephens.

O 1º tempo terminou com a sensação de que o City podia jogar mais.

Para a etapa final, Danilo entrou no lugar de Walker, e o primeiro impacto do brasileiro foi tomar cartão amarelo por entrada dura em Jahanbakhsh.

O City parecia nervoso, cometendo faltas perto da área e concedendo escanteios em sequência. Em um desses, por pouco o Brighton não empatou. Duffy cabeceou e Laporte afastou quase em cima da linha.

Mendy tentou responder com cruzamento venenoso da esquerda, mas a bola passou por todo mundo dentro da área e ficou com o adversário.

Na marca dos 15 minutos, era justo dizer que o Brighton jogava melhor.

Mas o City tentava manter sua postura. Gundogan, de fora da área, arriscou de canhota, mas a bola ficou fácil nas mãos do goleiro Ryan.

Pouco depois, foi a vez de Sterling arriscar de fora da área, exigindo grande defesa de Ryan, que se esticou todo para espalmar a bola.

Aos 20 minutos, De Bruyne saiu para a entrada de Fernandinho.   

O brasileiro deu mais consistência ao meio de campo do City, que passou a ficar mais tempo com a bola. Com apenas 1 a 0 no placar, porém, o jogo se encaminhava para um final tenso. Tudo podia acontecer.

Fernandinho por duas vezes tentou deixar Sterling em condições de marcar, enquanto Bernardo e Mendy combinavam na esquerda para criar espaços, mas o City encontrava muita dificuldade para ampliar.

Mendy, aparentemente cansado, saiu para a entrada de Stones.

Dava para sentir a tensão dos torcedores a cada bola cruzada do Brighton.

Faltando cinco minutos para o apito final, Izquierdo, da entrada da área, se colocou em ótima condição para finalizar, mas Ederson fez boa defesa.

Danilo respondeu com um petardo de longe. A bola passou raspando.

O Brighton pressionou nos minutos finais com bolas cruzadas na área.

Sterling, após contra-ataque rápido, ainda teve a chance de fazer 2 a 0.

Mas a contagem mínima permaneceu. City na final da FA Cup!   

Estrela do jogo: Gabriel Jesus

Gol da vitória. Gol da classificação. Gabriel Jesus foi decisivo.

Em seis jogos na FA Cup, Gabriel Jesus tem três gols e três assistências.

O que isso significa...

A vitória contra o Brighton and Hove Albion leva o City à final da FA Cup, que será disputada no estádio de Wembley no sábado dia 18 de maio.

O adversário do City na final será definido no domingo (7/4), quando Watford e Wolves se enfrentam na outra semifinal, também em Wembley.

O City busca seu sexto título da FA Cup. A última vez que o clube levantou o troféu da Copa da Inglaterra foi em 2011, contra o Stoke City.

O que vem a seguir?

O City volta a campo na terça-feira dia 9 de abril, quando enfrenta o Tottenham, em Londres, pelo jogo de ida das quartas-de-finais da Liga dos Campeões da Europa, às 20h locais (16h no horário de Brasília).

Em seguida, também em Londres, o City enfrenta o Crystal Palace pela Premier League, às 14h05 locais (10h05 no horário de Brasília) de domingo dia 14 de abril, antes de receber o Tottenham para a partida de volta da Liga dos Campões na quarta-feira dia 17 de abril.     

Notícias da equipe principal

Aguero poderá regressar para a semifinal da FA Cup

Notícias da equipe principal

Guardiola elogia a performance do City!

Crônica da partida

Com vitória tranquila, City volta ao topo