Uma vitória apertada fora de casa foi o suficiente para devolver o City à liderança da Premier League a duas rodadas do fim

Uma vitória por centímetros. Três, para ser mais exato: um gol chorado de Aguero, em que a bola quase não quis ultrapassar a linha das traves, deu a vitória ao City sobre o Burnley em Turf Moor. Um domingo de sofrimento com final feliz: mais três pontos na corrida pelo título. Os Blues lideram a duas rodadas do final.

O que aconteceu?

Sem Fernandinho, que se recupera de lesão, Guardiola centralizou Bernardo e deu oportunidade para Leroy Sané começar jogando. A escalação parecia ofensiva, mas, na prática, o que se viu foi um primeiro tempo muito complicado. Nervosismo, alguns erros que não costumam acontecer e poucas oportunidades. 

O primeiro chute a gol demorou 27 minutos: Bernardo tentou, mas Tom Heaton fez a defesa. Aos 39, Aguero, em uma das raras chances da primeira etapa, chutou pra fora.

A conversa no vestiário fez efeito no intervalo, e o retorno para o segundo tempo viu um City muito mais agressivo. Logos aos 2 minutos, Aguero invadiu a área e fuzilou para a ótima defesa de Heaton. Quatro minutos depois, nova interceptação do goleiro, após foguete de Bernardo.

Se a bola não queria entrar, era hora de chamar o homem que costuma decidir em momentos complicados. Bernardo Silva achou Aguero na área, que finalizou. O zagueiro Lowton tentou tirar a bola, mas o relógio do árbitro apitou. Por apenas três centímetros, a bola ultrapassou a linha. 1 a 0.

 


                        Vitória no sufoco mantém o sonho vivo

 

Aos 29, Gabriel Jesus teve a chance de ampliar quando driblou o goleiro e chutou, mas Mee, em cima da linha, salvou o que seria o gol do desafogo.

O jogo foi se aproximando do final, e o City segurava o placar. Um resultado que se, não enche os olhos, devolve o time à liderança de um dos campeonatos mais disputados de todos os tempos. Só mais duas rodadas!

Homem do jogo: Bernardo Silva

 


                        Vitória no sufoco mantém o sonho vivo

 

Se o time não foi brilhante, foi Bernardo quem lutou no meio do ferrolho do Burnley para criar as melhores oportunidades. Não por acaso, foi ele quem encontrou Aguero em boa posição para fazer o gol da vitória. Mais um jogo sólido daquele que é um dos melhores jogadores do City na temporada.

O que vem a seguir?

O City agora tem dois jogos restantes e a equação é simples: ganhar os dois e se tornar o primeiro time em uma década a conquistar um bicampeonato da Premier League

O Leicester vai ao Etihad na segunda feira, antes de uma viagem final ao Amex Stadium para enfrentar o Brighton. Nenhuma das duas partidas deve ser fácil.

O Liverpool tem um confronto fora de casa com o Newcastle no próximo sábado - um jogo no meio de duas semifinais de Liga dos Campeões contra o Barcelona - e depois, recebe o Wolverhampton na rodada final.

Se o City efetivamente ganhar os 6 pontos restantes, nos tornaremos o primeiro time inglês a terminar uma temporada com 14 vitórias seguidas, quebrando o recorde de 13 estabelecido pelo Arsenal na temporada 2001/02.