quote linkedin dugout

Crônica da partida | Season 2017/18

Vídeo Fotogaleria

Wigan Athletic PT Wigan 1
Manchester City New Logo City 0

Wigan 1x0 Man City

Wigan 1x0 Man City

Emirates FA Cup DW Stadium 19 de fevereiro de 2018 19:55:00

Wigan Athletic

1

Grigg 79'

1 - 0

Manchester City

0
Árbitro
Anthony Taylor
Matchday centre

Wigan Athletic:

  • Walton
  • Burn
  • Byrne
  • Dunkley
  • Elder
  • Roberts Jacobs 55’
  • Power
  • Massey Colclough 77’
  • Perkins
  • Powell Fulton 27’
  • Grigg
Suplentes não utilizados
Hunt, Bruce, Jones, James

Manchester City:

  • Bravo
  • Delph
  • Stones
  • Danilo
  • Laporte
  • Gündogan
  • Silva De Bruyne 65’
  • Fernandinho
  • Agüero
  • Bernardo Silva
  • Sané Walker 45’
Suplentes não utilizados
Ederson Moraes, Zinchenko, Kompany, Foden, Diaz

City fica pelo caminho na Copa de Inglaterra depois de perder a uma bola frente ao Wigan

O Manchester City regressou à Copa de Inglaterra (FA Cup) esta segunda-feira, tendo como adversário uma equipe bem conhecida desta competição, o Wigan Athletic. Guardiola apresentou uma equipe a defesa muito diferente do habitual, Danilo, Delph, Laporte e Stones foram titulares, enquanto que no ataque, apenas De Bruyne teve direito a descanso. Do lado do Wigan, muita atenção a William Grigg, que é o melhor marcador da competição, com seis gols marcados, e voltaria a marcar esta noite.

O que aconteceu

A partida começou dura com o Wigan a impor respeito na sua casa, o City segurava a bola mas a equipe da casa não vacilava e à primeira oportunidade lançava o contra-ataque. Depois de Aguero e Gundogan já terem criado oportunidades junto de Walton, o perigo esteve mais perto de Bravo, o goleiro do City conseguiu roubar a bola do pé de Roberts, depois de uma confusão entre Stones e Danilo na defesa ao minuto 9'. Apenas dois minutos depois, Grigg quis mostrar porque é o melhor marcador da Copa e, depois de escapar a Danilo, rematou forte muito perto da trave de Bravo.

A posse de bola estava toda do lado do Manchester City com uns esmagadores 82% para 18% do Wigan, mas a verdade é que o gol estava difícil e a equipe da casa já tinha mostrado que pode criar muito perigo com os seus super rápidos contra ataques. O City continuava a tentar de tudo para passar a barreira defensiva do Wigan mas sem sucesso. A equipe da casa não conseguia subir mais do que o seu meio-campo.

À meia hora de jogo, o brasileiro Fernandinho teve o gol nos pés, depois de Stones entregar de cabeça para o meia dentro da área do Wigan, mas o remate na cara do goleiro da casa saiu por cima do travessão. Danilo e Bernardo Silva entendiam-se muito bem na ala direita e a maioria dos ataques do City surgiam por este lado, já na outra metade do campo, Delph e Sané tinham mais dificuldades em furar pela ala esquerda do Wigan.

Até ao fim do primeiro tempo, Danilo tentou replicar o seu último golaço de fora da área por três vezes, Aguero teve a melhor oportunidade de gol a um minuto do fim, depois de passar pela defesa do Wigan, o argentino chutou forte na cara de Walton mas o goleiro esteve à altura e negou o gol. Delph levou o cartão vermelho direto depois de uma entrada suja sobre Max Power com a intenção de eliminar o contra-ataque do Wigan.

Com menos um jogador em campo, a equipe do City teve de se reorganizar em campo, Walker entrou por Sané e Danilo passou para a lateral direita. Com Walker na direita, a dinâmica do ataque foi ainda mais sobrecarregada neste lado, pois Danilo segurava a esquerda sozinha com ajuda de David Silva. O Wigan agarrou-se à superioridade numérica e subiu a sua equipe no terreno, fazendo muita pressão sobre os jogadores de Guardiola.

 A equipe da casa estava a ganhar confiança mas não conseguia fazer nada. O City perdeu um jogador para trocar a bola mas Guardiola quis apostar na vitória com tudo o que tinha e chamou De Bruyne para entrar ao minuto 64' por David Silva. Com o meia belga a orquestrar a equipe, rapidamente o Wigan foi obrigado a descer e os passes telecomandados começaram a chover no ataque do City.

Com 15 minutos para o apito final, Danilo voltou a tar em destaque depois de uma grande jogada com Aguero, o brasileiro ainda conseguiu cruzar mas ninguém chegou a tempo para fazer o gol. Por esta altura o City contava 29 remates contra apenas três do lado do Wigan mas apesar disso, era a equipe da casa que voltava a criar perigo e desta vez William Grigg, depois de deixar Walker para trás, fez o gol na frente de Bravo que não teve hipóteses contra o remate colocado.

Faltavam 10 minutos para o apito final e o Wigan estava na frente do marcador. A equipe de Guardiola subiu com tudo para chegar ao gol, mas com a vantagem do seu lado, o Wigan fechou-se na sua área. O Manchester City lutou com tudo o que tinha até ao fim do jogo, a equipe fez de tudo para continuar na competição mas a sorte não estava do seu lado e o Wigan acabou vencendo a partida.

Momento do jogo

O momento do jogo foi quando Fernandinho teve o gol nos pés, dentro da área do Wigan mas o remate saiu por cima da baliza.

Homem do jogo

Danilo foi o homem do jogo na nossa opinião, porque apesar de ser um jogador de rotação, o brasileiro mostrou toda a sua raça, lutando sempre até ao fim e também toda a sua versatilidade, jogando o primeiro tempo com lateral direito e o segundo como lateral esquerdo.

O que significa

O Manchester City despede-se da Copa da Inglaterra.

O que se segue

O próximo desafio do City é a final em Wembley pela Copa da Liga (Carabao Cup) frente ao Arsenal. O jogo está marcado para Domingo dia 25 de Fevereiro, às 16h30. Depois disso voltamos a encontrar o Arsenal, desta vez pela Premier League, na quinta-feira, dia 1 de Março.

Notícias da equipe principal

Gabriel Jesus de volta aos treinos

Notícias da equipe principal

Pep: "Gundogan foi extraordinário"

Crônica da partida

City goleia em Basileia com golo de Bernardo