quote linkedin dugout

Crônica da partida | Season 2017/18

Vídeo Fotogaleria

Manchester City New Logo City 3
Burnley FC Burnley 0

"Céu azul" em Manchester

"Céu azul" em Manchester

Premier League Etihad Stadium Att:54118 21 de outubro de 2017 14:00:00

Manchester City

3

Agüero 30' (pen)

Otamendi 73'

Sané 75'

3 - 0

Burnley

0
Árbitro
Roger East
Matchday centre

Manchester City:

  • Ederson
  • Stones
  • Delph
  • Otamendi
  • Walker
  • Silva
  • Fernandinho Touré 78’
  • De Bruyne Gündogan 80’
  • Bernardo Silva
  • Sané
  • Agüero Gabriel Jesus 76’
Suplentes não utilizados
Danilo, Sterling, Bravo, Mangala

Burnley:

  • Pope
  • Tarkowski
  • Lowton
  • Mee
  • Ward
  • Brady
  • Defour Westwood 84’
  • Arfield
  • Cork
  • Wood Barnes 20’
  • Hendrick Berg Gudmundsson 71’
Suplentes não utilizados
Taylor, Lindegaard, Long, Bardsley

Aguero bateu o recorde de Brook e o Manchester City garante o primeiro lugar na Premier League com 5 pontos de vantagem

Pos Equipe PJ DG Pts
1 Manchester City 9 +28 25
2 Manchester United 9 +18 20
3 Tottenham Hotspur 9 +13 20
4 Chelsea 9 +7 16

De regresso à Premier League, depois da vitória sobre o Napoli por 2-1 na passada terça-feira para a Champions, Aguero foi a grande novidade na equipe do City. Todos esperam que marcasse os dois gols que faltam para quebrar o recorde de Eric Brook. Depois de três jogos consecutivos apostando sempre no mesmo onze inicial, Guardiola fez duas alterações, Aguero regressou e Bernardo Silva também entrou como titular, no lugar de Sterling.

O Burnley, que esta temporada ainda não perdeu fora, chegou ao Etihad com o objetivo de somar mais pontos aos 8 conseguidos em jogos fora. Depois de ter roubado pontos ao Chelsea, Tottenham, Liverpool e Everton, o Burnley já conta com mais pontos do que tinha conseguido em toda a temporada passada.

O City entrou em campo com o objetivo de manter o primeiro lugar na Premier League, depois de oito jornadas e o Burnley pretendia subir acima da sétima posição.

 

O que aconteceu:

A partida começou com o Manchester City a segurar a posse bola como nos tem habituado nas últimas partidas, com muitos passes e tentativas de ataque mas o Burnley não facilitou a tarefa à equipe de Guardiola.

Com 15 minutos contados no relógio da partida, o City liderava a posse de bola com uns esmagadores 83% para 17% do lado do Burnley. Bernardo Silva segurava bem a ala direita por onde a maioria dos ataques começavam, mas sem sucesso. Foi altura para o primeiro ataque do Burnley e apesar da confusão à entrada da área, Ederson esteve à altura com dois cortes consecutivos. Deste ataque surgiu a primeira substituição forçada para o Burnley (Wood/Barnes).

A primeira grande oportunidade de gol surgiu ao minuto 22’ pelos pés de Bernardo Silva, depois do cruzamento de Sané mas Pope muito atento à sua baliza, esteve à altura e negou o gol ao internacional português. Apenas cinco minutos depois numa grande jogada de ataque protagonizada por De Bruyne e Bernardo Silva, Pope voltou a negar o gol ao City mas na continuação da jogada, David Silva foi derrubado na área e na conversão da grande penalidade, Sergio Aguero fez o seu gol número 177 com a camiseta do City.

Meia hora de jogo no Etihad com uma partida sem grandes lances, com muitas paragens e com o City a vencer por uma bola, através de grande penalidade. Muita posse de bola do lado da equipe de Guardiola com 80% e apesar dos 20% de posse de bola do Burnley, a equipe de Sean Dyce não se deixou impressionar pelo plantel do City. Destaque para o goleiro do Burnley que negou uma mão cheia de gols ao ataque de Guardiola.

Arranque do segundo tempo em Manchester, e ambas as equipes entraram em campo da mesma maneira que saíram no final do primeiro tempo. Pouco atrevidas, sem grande iniciativa e à espera da oportunidade certa para fazer gol. O Burnley recuperou alguma posse de bola e teve mais espaço para atacar.

Com vinte e cinco minutos jogados no segundo tempo, depois de muitas tentativas, finalmente o City conseguiu fazer gol na baliza de Pope. Otamendi marcou de cabeça depois de um escanteio/canto de Sané. Apenas 2 minutos depois, De Bruyne fez um passe incrível para a desmarcação de Sané que faz um fantástico gol frente a frente com o goleiro do Burnley.

Ainda houve tempo para Gabriel Jesus, que substituiu Aguero, fazer das suas, e numa confusão na área do Burnley quase fez o quarto gol. Neste momento a cinco minutos dos 90’, o Burnley mantinha as suas posições mas já era notório o cansaço na equipe de Sean Dyce.

A partida chegou ao fim com o resultado de 3-0 para o City. Num jogo que marcou o regresso de Sergio Aguero à titularidade, o Etihad viu um jogo muito contido. Destaque para ambas as linhas defensivas das duas equipes que estiveram muito bem e destaque também para Pope que fez um primeiro tempo fantástico. Claro que não podemos deixar de parte o recorde de Aguero e os 42 gols marcados pelo Manchester City em todas as competições esta temporada.

Momento chave:

O gol de Otamanedi ao minuto 77’ abriu as perspetivas da equipe do City e apenas dois minutos depois surgiu o terceiro gol pelo pé de Sané. Neste momento o Burnley viu a vitória, que já estava longe, fugir e pouco mais fez até ao apito final.

Homem do Jogo:

Aguero foi o homem do jogo, depois igualar o recorde de Eric Brook. O argentino fez o seu gol numero 177 ao serviço do City.

O que significa?

O City continua no topo da Premier League distanciado por 5 pontos do Manchester United. O Burnley caiu para a nona posição.

O que se segue?

Próxima partida é já na terça, dia 24 de Outubro, para a (Carabao Cup) Copa de Inglaterra frente ao Wolves.

Notícias da equipe principal

City vs Burnley: Relato da partida

Notícias da equipe principal

Man City vs Napoli: Pontos a ter em consideração

Notícias da equipe principal

Man City vs Burnley: Coletiva de Imprensa