Manchester City bateu o Southampton por 2-1 com gol de Raheem Sterling ao cair do pano

Com um gol do extremo Raheem Sterling, o City carimbo a sua 19ª vitória. Com mérito!

O que aconteceu?

Numa noite com encontro marcado entre dois velhos amigos e companheiros de equipe, Guardiola e Pellegrino defrontaram-se pela primeira vez como treinadores. Ambas as antigas estrelas do Barcelona se tornaram treinadores e, este ano, pela primeira vez, estão disputando o mesmo campeonato.

Amizades à parte, O Manchester City entrou em campo com tudo, como nos tem habituado, e quis mostrar cedo que não ia deixar acontecer o mesmo que aconteceu frente ao Huddersfield. Via-se na equipe de Guardiola que o objetivo era de chegar ao intervalo, vencendo.

Com Gabriel Jesus no 11 inicial, a equipe se manteve focada no ataque, mas a defesa do Southampton não vacilava e com isso comprometia a finalização do City. Os homens de Guardiola, com 20 minutos no relógio já tinham feito cinco remates à baliza do Southampton. Apesar disso o Southampton não se deixou intimidar e exigiu que Ederson saísse da baliza duas ou três vezes.


                        Sterling voltou a fazê-lo e salvou a noite

A história do primeiro tempo foi-se escrevendo através do ataque do City com Fernandinho como maestro, que tentou por duas vezes fazer gol de fora da área com o seu pontapé relâmpago. De Bruyne e Gabriel Jesus também protagonizaram oportunidades de gol mas foi o Southampton que teve mais perto do gol com uma bola no travessão.

O segundo tempo começou ainda melhor para a equipe da casa. Com apenas um minuto e meio passados, um cruzamento baixo de De Bruyne que acabou no fundo da baliza de Forster. À primeira vista parecia que Otamendi tinha feito o gol, mas na verdade o último toque foi do defesa Dijk, e o gol foi atribuído a Kevin De Bruyne. Logo de seguida, Gabriel Jesus teve o gol no seu pé mas chutou ao lado da baliza.


                        Sterling voltou a fazê-lo e salvou a noite

O City segurou o jogo depois do gol e o Southampton limitou-se ao seu meio campo. De Bruyne era o jogador mais perigoso no ataque do City, os seus famosos gols de fora da área espreitavam a cada remate seu, e quando não estava rematando, metia bolas certeiras em Gabriel Jesus, Aguero e Sterling.

Apesar dos quase 80% de posse de bola e domínio quase absoluto, foi o Southampton que chegou ao gol através de Romeu. Com 20 minutos para o apito final, Boufal recebeu de cruzamento e meteu em Romeu, Ederson ainda tentou lá chegar mas o remate em cima da pequena área não deu tempo de reação ao goleiro.

Quando já estava tudo decidido, Raheem Sterling decidiu fazer das suas, e com apenas um minuto restante no relógio, Sterling fez um gol magnífico. A bola sobrou para si depois de De Bruyne ter sido derrubado na entrada da área e o internacional inglês com um remate em jeito, devolveu a 19ª vitória consecutiva à sua equipe.


                        Sterling voltou a fazê-lo e salvou a noite

Apito final no Etihad e o Manchester City não perde à 27 partidas. Já são 19 vitórias consecutivas, 12 delas na Premier League. Foi o resultado justo sem dúvida nenhuma, visto que o City foi superior em todo o jogo e o Southampton apenas se limitou a defender. Mais uma para a conta de Guardiola e mais recordes batidos esta noite.

O Homem do Jogo

Sterling foi o homem do jogo, para além de ter mostrado que é um dos jogadores mais rápidos da Premier League, o ala salvou a noite com um gol fantástico.

O que significa?

O Manchester City continua em primeiro lugar na tabela da Premier League com uns impressionantes 40 pontos em 42 possíveis.

O que se segue?

Próximo desafio é já domingo frente ao West Ham United pela Premier League.