quote linkedin dugout

Crônica da partida | Season 2017/18

Vídeo Fotogaleria

Donestsk PT FC Shakhtar Donetsk 2
Manchester City New Logo City 1

Primeira derrota da temporada para o City

Primeira derrota da temporada para o City

UEFA Champions League Metalist Stadium 6 de dezembro de 2017 19:45:00

FC Shakhtar Donetsk

2

Anício Caldeira Duarte 26'

dos Santos 32'

2 - 1

Manchester City

1

Agüero 92' (pen)

Árbitro
Benoit Bastien
Matchday centre

FC Shakhtar Donetsk:

  • Pyatov
  • Ordets
  • Butko
  • Rakitskiy
  • dos Santos de Azevedo 64’
  • Anício Caldeira Duarte
  • Rodrigues de Paula Santos
  • Barcellos Freda
  • Stepanenko
  • Romero Bonfim Kovalenko 82’
  • Ferreyra Khotcholava 89’
Suplentes não utilizados
Shevchenko, Ferreira Bonfim, Petryak, Lourenco

Manchester City:

  • Ederson Moraes
  • Adarabioyo
  • Fernandinho Agüero 70’
  • Mangala
  • Gündogan
  • Danilo
  • Touré
  • Foden
  • Bernardo Silva
  • Sané Diaz 62’
  • Gabriel Jesus
Suplentes não utilizados
Walker, Sterling, Duhaney, Bravo, Otamendi

O Manchester City sofreu a primeira derrota dos últimos oito meses.

Pos Equipe PJ DG Pts
1 Manchester City 6 +9 15
2 Shakhtar Donetsk 6 0 12
3 Napoli 6 0 6
4 Feyenoord 6 -9 3

O Manchester City deslocou-se à casa do Shakhtar para a última partida da fase de grupos da Champions. O City já tinha a qualificação garantida em primeiro lugar do Grupo F, mas não quis deixar de fora a oportunidade de conseguir a 21ª vitória consecutiva da temporada. Isso não aconteceu e o surpreendente Shakhtar do português Paulo Fonseca, conseguiu derrubar a invencibilidade do Manchester City.

O que aconteceu

Guardiola preparou algumas alterações no 11 inicial para esta partida, cinco jogadores de língua portuguesa, o experiente Yaya Touré e os dois jovens, Foden e Adarabioyo, foram as grandes novidades.

A primeira oportunidade da partida surgiu da parte do Shakhtar, o brasileiro Taison rematou à entrada da área mas viu a sua tentativa, passar por cima do travessão. Não foi uma oportunidade flagrante, mas foi suficiente para mostrar à equipe do City que este não iria ser um jogo de treinamento.

Com 20 minutos no relógio da partida, pouco havia a dizer, ambas as equipes jogando um futebol muito seguro, ambas com oportunidades de gol e arriscando muito pouco. Apesar disso, o primeiro gol da partida surgia no minuto 24’ através de um remate colocado de Bernard, Ederson ainda tentou alcançar a bola mas o remate saiu quase perfeito e sem chances para o goleiro brasileiro.

O Shakhtar estava na frente do marcador e continuou procurando o gol. A aposta de Guardiola em apenas três defesas e dois laterais subidos no campo não estava dando fruntos e, ao minuto 31’ surgia o segundo gol do Shakhtar através de Ismaily. Ederson fez um saída pouco segura e falhou o corte deixando Ismaily sózinho de frente para a sua baliza.

O primeiro tempo chegou ao fim com o Shakhtar a vencer em casa por 2x0. Ficou uma falta por marcar sobre Danilo na entrada da área do Shakhtar e ainda houve tempo para uma grande oportunidade de Gabriel Jesus que, só com o goleiro do Shakhtar pela frente, não conseguiu concretizar a sua finta. Esses dois acontecimentos poderiam ter alterado o marcador.

O segundo tempo começou com uma grande oportunidade no pé de Sané, mas Andriy Pyatov mostrou toda a sua experiência na defesa. Gabriel Jesus, Danilo e Bernardo Silva faziam de tudo para que o ataque do City fizesse gol, enquanto Fernandinho comandava a defesa.

As primeiras alterações na equipe do City foram feitas ao minuto 61’, Guardiola quis dar oportunidade aos mais jovens e meteu Díaz no lugar de Sané.
Tal como no início do primeiro tempo, o arranque do segundo foi bastante lento para ambos os lados, mas era o City que tinha de procurar o gol, visto que estava perdendo por duas bolas. Aguero ainda entrou em campo para tentar salvar a noite mas as coisas não estavam fáceis para a equipe visitante.  

No minuto 78’, Gabriel Jesus viu o seu desvio para gol ser negado pela trave da baliza de Pyatov. Depois de uma grande investida de Brahim Diaz, o ponta brasileiro não fez gol por muito pouco.Gabriel Jesus foi derrubado na área ao minuto 91’, e na conversão, Aguero fez o gol. Era muito difícil recuperar a igualdade, mas a equipe não desistiu até ao apito final.

Na partida que marcou a 100ª vez que Guardiola pisou os palcos da Champions, a sua equipe foi infeliz e concedeu a primeira derrota da temporada. Depois de 20 vitórias consecutivas, o City acaba assim com a sua fantástica corrida de vitórias. Apesar da derrota, queremos salientar a oportunidade dada a Foden, a Adarabioyo e a Diaz que entrou no segundo tempo. 
Gabriel Jesus também não perdia uma partida à cerca de um ano, acabou aqui a sua invencibilidade. Do outro lado destaque para o treinador português, Paulo Fonseca, que conseguiu arrancar a primeira derrota ao Manchester City, na atual temporada.

Momento chave

O segundo gol do Shakhtar mostrou ao City que a equipe ucraniana não queria acabar a fase de grupos com apenas 3 vitórias e, entrou nesta partida para vencer e não para fazer rotação de jogadores.

Homem do Jogo

Phil Foden foi o homem do jogo, apesar do seu físico ainda estar em desenvolvimento e ter jogado contra uma das melhores equipes da Europa, o meia do City fez-se notar, tanto na defesa como no ataque.

O que significa? 

O Manchester City já tinha assegurado a qualificação em primeiro lugar do Grupo F. Com esta derrota acaba com 15 pontos, e o Shakhtar sobe para 12 pontos.

O que se segue?

Domingo é dia de derby clássico, enfrentarmos o Manchester United no Old Trafford, para a 16ª rodada da Premier League.


Notícias da equipe principal

Shakhtar x Man City: Relato da Partida

Notícias da equipe principal

Shakhtar x Man City: Coletiva de imprensa

Notícias da equipe principal

Shakhtar x Man City: Pontos a ter em consideração