A perder por 0x1 contra o West Ham, o City vira o jogo com dois gols e garante mais uma vitória e a sua invencíbilidade, na Premier League.

O que aconteceu

No primeiro jogo do mês de dezembro e depois de garantir a sua 19ª vitória na Premier League na passada quarta-feira, o City de3u as boas-vindas ao West Ham, repleto de confiança e determinação. Foi exatamente com esse espírito que os homens de Guardiola, se lançaram na partida contra a equipe de David Moyes.


                        Gol de Silva carimba 20ª vitória consecutiva

No comando como capitão do lado da equipe londrina, um rosto bem familiar. Pablo Zabaleta que pela primeira vez regressou ao Etihad desde que deixou o clube no final da temporada, desta vez como adversário. Os nove anos com os Citizens foram sem dúvida essenciais e determinantes, no esquema de jogo dos Hammers, que souberam muito bem como controlar os ataques do City.

Com Gabriel Jesus no banco, Pep Guardiola deu a titularidade ao brasileiro Danilo, Eliaquim Mangala e Leroy Sané, que esteve de fora do encontro com o Southampton.

O líder do campeonato inglês procurou desde o primeiro minuto quebrar a defesa do West Ham Ham, no entanto o goleiro Adrián previa os passes do City e negou todos os remates. Pelo menos durante o primeiro tempo. Apesar da intensidade e da rapidez, o City teve muitas dificuldades em passar por entre os Hammers, que inauguraram o placar a um minuto do intervalo, com um cabeceamento fabuloso de Ogbonna. Ederson ainda tocou na bola, mas o lance surpreendeu o brasileiro e deu a vantagem ao West Ham.

Gabriel Jesus entrou no segundo tempo e a verdade é que o City nunca perde, com o atacante brasileiro em campo. O jogo ganhou outra dinâmica e adrenalina. Gabriel Jesus não marcou, mas foi responsável por colocar a bola nos pés de Otamendi, que converteu e marcou o gol do empate ao 56 minutos. 


                        Gol de Silva carimba 20ª vitória consecutiva

Mais do que merecido era um legítimo, o gol do argentino embelezou a dramática e empolgante partida e voltou a equilibrar o jogo. A claque vibrava e consigo todo o Etihad, aliás não era para menos, pois quando ainda não se perdeu um jogo esta temporada, não seria agora que iria querer ou se dar ao luxo de o fazer. Ou pelo menos haveríamos de lutar, com unhas e dentes.

Mas o empate também não era o resultado ideal e apesar da pressão do City, o West Ham bloqueava a área com todos os jogadores. Estratégia ou não, a verdade é que durante cerca de 25 minutos de jogo, o City persistia, insistia e não cedia. Como diz o ditado “água mole em pedra dura, tanto bate até que fura.”

Na mesma semana em que David Silva, renovou o seu contrato com o Manchester City, o “El Mago” decidiu presentear a torcida e o clube, com um gol que carimbo a tão prazerosa vitória.

Aos 83 minutos, depois de um passe astronómico de Kevin De Bruyne, David Silva conseguiu o único espaço possível permitido pelo West Ham, para com a ponta do pé esquerdo empurrar a bola para dentro da baliza. E dezembro começa com mais uma vitória. 

Momento chave

A entrada de Gabriel Jesus no segundo tempo, alterou a o rumo do jogo. O City chegou ao empate e restaurou a confiança para a vitória. 

Homem do Jogo (Aplicação do City)

Fabian Delph


                        Gol de Silva carimba 20ª vitória consecutiva

O que significa? 

O City segue no topo da tabela, com oito pontos de vantagem face ao Manchester United, em segundo lugar. Esta é a 20ª vitória consecutiva, do Manchester City em todas as competições.

O que se segue?

Quarta-feira é dia de Champions League em casa do Shakhatar Donetsk, antes de enfrentarmos o Manchester United no Old Trafford, no próximo domingo pela Premier League.