Na coletiva de imprensa após a vitória do City por 4 a 0 sobre o Fulham pela FA Cup, Pep Guardiola revelou que estava determinado a não correr qualquer risco com Aymeric Laporte.

O zagueiro voltou aos gramados após uma grave lesão no joelho na última terça-feira, quando o City venceu o Sheffield United por 1 a 0 pela Premier League. Contra o Fulham, ficou no banco.

Na sua ausência, o City manteve-se invicto em 2020 com gols de Gabriel Jesus (2), Ilkay Gundogan (pênalti) e Bernardo Silva.

Trata-se de um período intenso para o City, que enfrenta o Manchester United na quarta-feira pela partida de volta das semifinais da Carabao Cup.

Refletindo sobre a vitória contra o Fulham, Guardiola revelou que é importante gerenciar o retorno de Laporte cuidadosamente.

“Ele tem sentido cansaço. É normal depois de quatro ou cinco meses fora. Não vamos correr riscos - muito treinamento e 75 minutos contra o Sheffield United”, disse Guardiola, que também falou sobre as condições físicas de Riyad Mahrez e João Cancelo após entradas duras durante o jogo.

“Conversamos com ele e conversamos com os médicos. Se ele não estiver bem, não irá jogar - mas se estiver, pode jogar contra o United, vamos ver”.

“Sim, Riyad se recuperou bem, Cancelo tomou uma entrada dura no tornozelo - vamos ver como ele se recupera em poucos dias”.

O jogo foi afetado logo aos seis minutos por um cartão vermelho para o capitão do Fulham, Tim Ream, que foi expulso após cometer pênalti em Gabriel Jesus.

Mas Guardiola disse que ficou impressionado com a forma como a equipe jogou contra 10 homens, e afirmou que foi a maneira ideal de se preparar para o jogo de quarta-feira contra o United.

“A determinação esteve sempre lá, e vamos lutar para ganhar cada competição”, disse o treinador.

“O próximo compromisso é contra o United e temos a chance de chegar a mais uma final”.

“Por alguns minutos eu pensei que seria um jogo difícil - eles são incrivelmente agressivos na frente e eu sabia disso pelo jogo contra o Charlton”.

“Eles são uma equipe com muita coragem e é por isso que estão em terceiro lugar na segunda divisão inglesa”.

“Mas foi um pouco diferente após o cartão vermelho. Tentaram jogar, mas o jogo acabou quando fizemos 3 a 0. Agora vamos nos preparar para o United”.

A vitória de hoje trouxe também a marca de 100 gols em todas as competições nesta temporada para o City, o que acontece pelo sétimo ano seguido - um fato que o treinador falou com orgulho.

“Sempre marcamos gols e criamos chances - o problema nesta temporada tem sido tomar mais que o normal, mas é sempre bom marcar gols”.