Técnico aproveitou para elogiar a exibição de Gabriel Jesus

Em uma das melhores performances fora de casa da história da Liga dos Campeões, o time de Guardiola partiu de um gol de desvantagem para uma vitória merecida nas oitavas de final da competição, contra o Real Madrid.

"Eu estou feliz pela vitória - mas também com a performance, tentar jogar contra esse time com personalidade", disse o treinador."

"Os primeiros 10, 15 minutos foram muito difíceis, mas jogamos muito bem. Concedemos um gol que não deveríamos ter concedido."

"Depois de marcar, achamos nosso ritmo e marcamos o segundo."

"Hoje, estamos felizes, mas não acabou. Para nossos torcedores, espero que possamos jogar bem."

"Esse clube só chegou às semifinais. Vencer no Bernabéu é brilhante e espero que possa nos ajudar a acreditar em nós mesmos no futuro."

A atuaçã de Gabriel Jesus, escalado como titular, agradou o treinador. Muita intensidade na defesa e um gol marcado, além de sofrer a falta que causou a expulsão de Sergio Ramos.

"Não há um centroavante no mundo que tenha a intensidade de Gabriel."

"Ele é muito rápido e muito bom - nós decidimos jogar sem um centroavante clássico pela forma como eles defendem."