Depois da derrota para o Wolverhampton, time deu a volta por cima e venceu o Palace fora de casa

Depois da derrota para o Wolverhampton, o City conseguiu produzir uma exibição dominante e despachar o Palace fora de casa.

Os 72% de posse de bola e as 21 finalizações dão o tom da atuação da equipe de Pep Guardiola. O técnico se mostrou feliz com a reação dos jogadores.

"Como sempre, uma boa reação - esse time está sempre pronto", disse.

"Nós jogamos bem num estádio como esse, com os jogadores criando muitas chances. Cedemos duas oportunidades no final. Quando Benteke entrou, eles jogaram muito com bolas longas, e em segundas bolas eles são fortes."

"Infelizmente, nós não pudemos converter muitas chances que tivemos e sofremos."

"Na Premier League, com 2-0, ainda não está acabado. São 3 pontos importantes depois da pausa internacional. Em Selhurst Park é sempre difícil."

"Eles estavam apenas um ponto atrás de nós, e estão fazendo uma ótima temporada."

"Estou deliciado. Espero que possamos começar daqui e continuar com boas performances."

O segundo gol do City foi uma obra de arte: uma rápida troca de passes viu Raheem Sterling encobrir dois zagueiros com uma assistência que chegou ao voleio de David Silva.

Guardiola elogiou a assistência de Sterling, mas chamou a atenção para o fato de que ele precisa ser mais cirúrgico, depois de ter perdido três boas chances na segunda etapa.

"Foi uma assistência incrível. Ao mesmo tempo, os seus companheiros lhe deram assistências e ele não conseguiu marcar gols. Mas na próxima vez ele vai fazer."

"Nós criamos muitas chances e o goleiro deles fez muitas defesas."

"Espero que possamos ser mais precisos no futuro, mas foi um bom resultado."

O City começou a partida sem um zagueiro de ofício, com Rodrigo e Fernandinho formando a linha de defesa.