Antes do jogo contra o Aston Villa, técnico atualizou o estado de jogadores lesionados

Na conferência de imprensa antes da partida contra o Aston Villa, que acontece nesse sábado, o técnico Pep Guardiola aproveitou para falar sobre dois jogadores que preocupam: Zinchenko, que perdeu o último jogo por lesão, e Rodrigo, que acabou sendo substituído.

O ucraniano passou por uma cirurgia em seu joelho esquerdo em Barcelona nesta semana. De acordo com o técnico, ele deve retornar "entre quatro e cinco semanas."

"Ele teve contato com o joelho e sentiu alguma coisa no osso. Vai ter que ficar ausente por quatro ou cinco semanas. Ele fez algo (cirurgia) para limpar o joelho."

O meia espanhol, por outro lado, deixou o campo na partida contra a Atalanta reclamando de dores no tendão. De acordo com Guardiola, a expectativa é de um retorno na pausa internacional de novembro.

"Eles me disseram que ele pode estar pronto de novo depois da pausa internacional", disse.

Guardiola aproveitou também para elogiar Raheem Sterling, depois que o atacante marcou um hat trick contra a Atalanta no meio de semana.

"Eu não ajudei ele. Todo o crédito é dele."

"Nós falamos como grupo, a qualidade de cada um ajuda o restante dos jogadores. O crédito é dele e dos outros jogadores."

"Nós sempre sonhamos com a melhora dos jogadores, mês a mês, temporada a temporada. O jogador precisa querer, senão é impossível.

Guardiola finalizou demonstrando admiração pelo Aston Villa, adversário deste sábado, que conquistou a promoção à Premier League na última temporada.

"O espírito de equipe, a qualidade. Wesley é um atacante incrivelmente forte", disse Pep.

"Eles chegaram agora e estão conseguindo bons resultados. Parece um bom ambiente."