Fernandinho acredita que ainda tem muitos anos em alto nível

Aos 34 anos, Fernandinho já aproveitou grandes experiências, tanto a nível de clube quando de seleção.

Pelo City, foram três Premier Leagues, uma FA Cup e quatro Copas da Liga; além de seis títulos ucranianos com o Shakhtar Donetsk e a Copa América de 2019 com o Brasil.

Tem sido uma carreira vitoriosa e rica para o meia - e ele afirma que ainda há mais por vir.

"Eu só agradeço a Deus, porque ele me deu o corpo necessário para isso."

"Claro, eu tenho que cuidar de mim, mas o estafe ajuda muito."

"Nós temos um ótimo time nos bastidores, e isso nos ajuda muito. Nós preparamos primeiro a mente, depois o corpo, e aí vamos."

"Eu sempre digo que vou jogar até minha cabeça me permitir. Se eu estiver feliz e motivado para treinar todos os dias, vou jogar. Mas não quero dizer se vai ser aos 37, 38... vamos ver."

Mudança de posição

Fernandinho é reconhecido como um dos melhores volantes do mundo; no entanto, com a série de lesões na defesa que o City sofreu nesta temporada, ele tem sido adaptado para jogar de zagueiro.

Suas performances têm sido elogiadas, com suas qualidades defensivas complementando uma habilidade rara de iniciar os ataques vindo de trás.

Para ele, a mudança não foi um choque, e o técnico e a equipe o ajudaram.

"Eu me sinto bem", ele disse. "Claro, tenho a ajuda de meus companheiros e técnico. Tem sido ótimo para mim, tentando fazer meu melhor como sempre desde que cheguei ao City."

"Às vezes você sente que precisa melhorar um pouco, mas essa é a beleza do futebol: você pode. Toda manhã, você pode fazer acontecer."

Sterling

Fernandinho ainda aproveitou para elogiar Raheem Sterling, atacante que tem estado em excelente fase - já são 14 gols e 5 assistências em 17 partidas na temporada.

"Ele está aproveitando as chances que criamos", disse. "Isso é bom, porque criamos muito."

"Em muitos jogos nós criamos muitas chances, e os jogadores que temos sabem disso. Ele finaliza muito bem - melhorou muito marcando gols."

'Ele cresceu como jogador e como pessoa, tem mais experiência agora. É bom para ele e para nós. Eu espero que ele continue crescendo e melhorando."