quote feed-section sponsor-promos cf show linkedin dugout

Notícias da equipe principal

Vídeo 1 Fotogaleria

Sané e Sterling: Reis das assistências na Europa?

WINGING IN: Raheem and Leroy - a full-back's twin nightmare!

WINGING IN: Raheem and Leroy - a full-back's twin nightmare!

De olho nos números devastadores dos pontas do City...

Leroy Sané e Raheem Sterling estão se tornando os reis das assistências no futebol europeu, com números que comprovam que ambos estão em suas temporadas mais produtivas.

Sané, que completou 23 anos na semana passada, caminha de forma consistente para bater a marca da última temporada, quando deu 19 assistências para gols em todas as competições.

Na verdade, ele caminha para sua melhor temporada em todos os departamentos.

Sane Sterling

Até agora, Sané deu 12 assistências para seus companheiros de equipe - apenas uma a menos que Lionel Messi, do Barcelona - e marcou 10 gols.

Na temporada passada, além das 19 assistências, Sané  marcou 14 gols, então precisa de apenas mais quatro gols e sete assistências para igualar o fantástico desempenho de 2017/2018.

Desde o início da última temporada, ninguém ocasionou mais gols na Premier League do que Sane, com 23, seguido pelo companheiro Sterling, com 18.

Christian Eriksen, Mo Salah e Paul Pogba somam 17 cada um durante o mesmo período.

Sterling, que completou 24 anos no mês passado, marcou 11 gols e deu 11 assistências na atual temporada, empatando com Sané no total combinado: 22.

Em 2017/2018, o atacante inglês teve sua melhor temporada na carreira, com 23 gols e 17 assistências, e irá tentar superar essa incrível marca.

Sané e Sterling são responsáveis por quase a metade dos 99 gols do City nesta temporada.

Os números de Sterling desde que chegou ao clube também impressionam.

Em 168 jogos, ele marcou 55 gols e deu 58 assistências, portanto são 113 envolvimentos diretos.

Já Sane jogou 114 jogos pelo City, marcando 33 gols e dando 39 assistências. Ou seja, 72 envolvimentos diretos, o que equivale a dois gols ou assistências a cada 142,5 minutos.

Como comparação, já que Sane chegou ao City em 2016, ele deu apenas oito assistências a menos do que Messi, que jogou 21 partidas a mais durante esse período.

Sterling fez apenas três assistências a menos do que Messi nos últimos três anos.

Em uma equipe recheadas de bons jogadores, Kevin De Bruyne criou ocasionou 44 gols durante o mesmo período.

Esses números poderiam ser ainda maiores, já que Sané acumula sete bolas na trave, enquanto Sterling acumula 10.

Além disso, foram 54 "grandes chances" criadas por ambos que não foram convertidas em gol desde 2016/17 (apenas na Premier League).

A qualidade e a importância dos dois também podem ser verificadas levando outros números em consideração.

Desde que Sane chegou ao City, ele já fez 219 cruzamentos, roubou 77 bolas, bloqueou 34 chutes e fez 33 interceptações.

Sterling fez 175 cruzamentos, roubou 60 bolas, bloqueou 52 chutes e fez 36 interceptações.

Os números mostram quão vital para o sucesso da equipe é manter nossa própria unidade de dados estatísticos.

Infelizmente, os estatísticos não sabem dizer quantos "rolinhos" Sane já deu nos adversários, mas o número já deve ter passado dos três dígitos...

 

 

Crônica da partida

City vence Wolves com dobradinha de Gabriel Jesus!

Notícias da equipe principal

Guardiola: Nossa qualidade brilhava

Notícias da equipe principal

Man City v Wolves: Comentários do jogo