Ederson quase fez uma assistência para Gabriel Jesus na vitória do Brasil sobre o Chile para a Copa do Mundo – E o goleiro do City diz que foi tudo planeado antes do começo da partida

Já todo o mundo viu a qualidade dos passes de Ederson, principalmente os passes longos de bola parada que lançam os pontas na frente. O goleiro brasileiro já tinha demonstrado esta sua habilidade na pré-época quando lançou Sergio Aguero para gol na partida com o Tottenham em Nashville – e quase voltou a repetir a jogada com Gabriel Jesus na partida da passada terça para a Copa do Mundo.

“Quando começámos a partida, eu falei com o Gabriel e ele disse que deveríamos tentar fazer gol no nosso primeiro pontapé de baliza, pois o Chile ia estar fazendo imensa pressão.” Confessou Ederson Moraes.

“Eu consegui bater essa bola para as costas do Gabriel mas infelizmente ele não conseguiu controlar a bola. De qualquer das maneiras fiquei contente por mim e por ele, pelos seus dois gols e por termos ajudado a equipe a vencer.”

O Brasil foi a primeira equipe a conseguir a qualificação para a Copa do Mundo na Rússia, depois de nove vitórias desde Março, e do 3-0 ao Chile, conseguiram acabar com mais 10 pontos que o Uruguai, segundo classificado do Grupo da América do Sul.

Foi a primeira partida para Ederson com a camiseta da equipe principal da seleção brasileira, esta estreia não passou despercebida para o goleiro que apenas concedeu 2 gols nas suas primeiras nove partidas pelo Manchester City.

WATCH: In focus: Super saves

“Estou muito feliz depois da minha estreia pela seleção brasileira, ainda por cima em São Paulo, minha cidade natal.” Afirmou Ederson.

“Eu senti o apoio de todos os brasileiros. Estou muito contente com a minha estreia mas vou continuar a trabalhar, se o Tite me voltar a chamar não o deixarei desapontado.”

“Há uma coisa que eu sempre ouvi do antigo treinador, partidas sem sofrer gols são meio caminho para as vitórias. Se tu não concederes gols, estaremos mais próximos de vencer a partida e isso foi o que aconteceu com o Chile, conseguimos manter a baliza inviolável e fizemos tres gols."