O Manchester City Football Club divulgou seu Relatório Anual, detalhando as atividades e conquistas do clube durante a temporada de 2018/19

Foi uma temporada em que, dentro de campo, conquistamos seis troféus entre os times masculino e feminino - alcançando o feito inédito de vencer as quatro competições domésticas. Fora do gramado, receitas recorde: £535,2m, rompendo a barreira das £500m pelo segundo ano consecutivo.

O clube, que neste ano entrou na segunda década sob a liderança de Sua Alteza Sheikh Mansour bin Zayed, também reportou um lucro (£10.1m) pelo quinto ano consecutivo, e uma saudável relação entre salários e ingressos de 59%.

Refletindo sobre o que ele descreve como uma temporada "extraordinária", o presidente Khaldoon Al Mubarak reconhece que o trabalho duro sustentável e o compromisso com um planejamento rigoroso estiveram no coração do clube dentro e fora de campo. Para ele, "esse resultado representa não apenas uma temporada, mas uma década de trabalho duro." Para ele, "a organização está em um nível de maturidade que permite a nós planejarmos em ciclos de vários anos em termos de gerenciamento de elencos, e de forma mais abrangente, nos negócios. O planejamento estratégico nos permitiu criar um ambiente em que o sucesso contínuo dentro de campo é possível e até provável, e a sustentabilidade financeira é uma realidade."

Ferran Soriano, CEO, também externou esses sentimentos, destacando que, se a vitória não pode ser garantida, "podemos todos ter certeza de que estaremos focados, resilientes e consistentes na nossa abordagem", já que "vitórias não são acidentes; elas são o produto de um planejamento cuidadoso, de trabalho duro consistente e da percepção de que precisamos continuar humildes e famintos."

Al Mubarak enfatiza a importância de estar na linha de frente do desenvolvimento, destacando o comprometimento contínuo do clube de investir nas estruturas do time principal, ao mesmo tempo que faz um trabalho forte em categorias de base, visando "melhorar e inovar continuamente, seja no campo, comercialmente, em desenvolvimento de infraestrutura ou em nossos serviços para fãs e comunidade."

Fazendo referência ao aniversário de 125 anos do clube, o presidente conclui sua mensagem com um tributo caloroso ao ex-secretário Bernard Halford, que nos deixou em março após quatro décadas de serviço ao clube, destacando seu "legado intocável" e convocando todos àqueles envolvidos com o Manchester City para serem "conscientes, como ele foi, do privilégio de desempenhar um papel na criação de uma história futura para este clube maravilhoso."

Visite https://www.mancity.com/annualreport2019/ para ler o relatório anual completo