quote linkedin dugout

Vídeo 1 Fotogaleria

Relatório Anual Manchester City 2016-17

Relatório Anual Manchester City 2016-17

Relatório Anual Manchester City 2016-17

O Manchester City anunciou o terceiro ano consecutivo com um saldo positivo nas contas do Clube, e o também nono ano seguido de melhoria financeira. Tudo isto no Relatório Anual 2016-17

  • Receitas recorde publicadas de £473.4 milhões significam um aumento de 21% face ao período anterior
  • Terceiro ano consecutivo de rentabilidade com zero de défice
  • Salários/Receitas estáveis nuns saudáveis 56%
  • Todas as principais actividades do clube especificadas neste relatório, incluindo o sucesso inédito da equipe feminina e o 30º aniversário da iniciativa City na Comunidade. 

O Manchester City publicou hoje o seu Relatório Anual de Contas para 2016-17, anunciando o terceiro ano consecutivo com um saldo positivo nas contas do Clube, e o também nono ano seguido de melhoria financeira das contas do clube.

O clube registrou receitas recorde de £473.4 milhões significam um aumento de 21% face ao período anterior, ultrapassando a barreira dos £400 milhões pela primeira vez na história do City.

Um lucro de £1.088 milhões foi publicado, apesar do período de 13 meses que poderia ter afectado a rentabilidade clube. Esta extensão do período reportado deve-se à mudança do ciclo de relatórios do clube – agora de 1 de Julho a 30 de Junho – para melhor ajustar o exercício anual do Manchester City ao numero de entidades a que o City Football Group reporta.

Em análise a este relatório, o Presidente do MCFC, Khaldoon Al Mubarak, comentou, “Este relatório tem o intuito de mostrar aos nossos torcedores e parceiros uma visão detalhada de todos os aspetos do clube. O que esperamos que transpareça é que o organismo futebolístico tal como os negócios fora de campo, estão em sintonia para garantir um crescimento sustentado.”

Neste mesmo relatório, o Presidente Khaldoon Al Mubarak observou o crescimento da receita aproximando-se da marca dos £500 milhões, reiterando ainda a a posição tomada por parte do clube de que “o sucesso dentro e fora do campo têm de estar constantemente de mão dada”.

Apesar da temporada ter terminado sem a conquista de qualquer troféu, no que ao futebol masculino diz respeito, e de estar ciente da desilusão que isso causa junto dos torcedores, o Presidente afirma que a corrente temporada tem o potencial para ser bastante promissora, e salienta o investimento em jovens talentos no verão passado, aliado à capacidade do atual plantel, que contribuíram para um começo de temporada fantástico.

Este sentimento é replicado por parte do Diretor Executivo do clube, Ferran Soriano, que apesar de um final de temporada insatisfatótio, a equipe mostrou exatamente a qualidade que se espera. Acrescentando, “estamos comprometidos em praticar um futebol que agrade à torcida e que produza também frutos. Estas duas condições são compatíveis e uma é consequência da outra.” 

Sobre o desenvolvimento de jovens jogadores, o Presidente do clube enaltece os nove troféus conquistados pelas camadas jovens do clube, bem como os dois jogadores da Academia que se estrearam pela equipe principal, comentando, “O contínuo desenvolvimento por parte de Phil Foden e Brahim é a prova viva do compromisso por parte do City em ter a Academia como principal pilar de formação da equipa e motivo de sustentabilidade do clube.”

Também enaltecidos neste relatório estão as conquistas das tri-campeãs femininas da equipe feminina do Manchester City, que Khaldoon Al Mubarak descreve como uma “proeza fantástica” que reforçou a posição do clube como “um dos melhores nesta categoria, a nível mundial”.

Ansioso pelo resultado da temporada de 2017-2018, o Presidente afirma que o Clube “parte para a mesma com uma justificável sensação de ambição e espectativa”, uma visão compartilhada pelo CEO Ferran Soriano, que afirma, “acreditar  no progresso que se tem verificado e que esta será uma temporada de sucesso”.

O Presidente conclui a sua mensagem apontando para o fato de que 2017-2018 marca um período de uma década sob a administração de Sua Alteza Sheikh Mansour bin Zayed, ressalvando que “num contexto de 120 anos de história, este período é relativamente curto, mas não obstante foi um período de crescimento significativo, de muita aprendizagem e várias conquistas numa jornada que ainda está longe de acabar.”

Visite mancity.com/annualreport2017 para ter acesso ao relatório completo.

Campanha de Natal City

Danilo, Stones & Walker apresentam novo uniforme

Revelado o terceiro uniforme 2017/18