quote linkedin dugout

Highlights

Vídeo Fotogaleria

City vs Stoke: Breve Resumo

Ver mais

Lista de espera Minha lista (0)

A equipe de Pep Guardiola entrou na partida com muita pressão sobre o Stoke e conseguiu a sua primeira oportunidade através dum remate de Leroy Sané que saiu por cima do travessão. Nos primeiros 15 minutos de jogo, o City contava com  81% de posse de bola, não deixando o Stoke subir do seu meio campo.

As investidas continuavam pelo lado esquerdo do campo, até que um minuto depois do 15’, num dos poucos ataques pelo lado direito através de De Bruyne que passou para Walker que deu o gol a Gabriel Jesus. Apenas quatro minutos depois, Raheem Sterling faz o segundo gol da partida, numa jogada que começou novamente em Kevin De Bruyne, este lançou Sané que cruzou para o sétimo gol da temporada de Sterling.

O cerco continuava apertado para o Stoke que quase não saía da sua grande área, e de repente mais um gol, desta vez o experiente David Silva, recebe um cruzamento de Sterling numa jogada começada por Leroy Sané. Depois do que parecia uma jogada perdida em que Silva encostou para gol ao minuto 26’ depois duma pequena confusão nos seus pés.

Meia hora de jogo no Etihad e o City já vencia o Stoke por três bolas, que neste momento conseguia o seu primeiro remate mas sem perigo para a baliza de Ederson. O City continuava dominar o Stoke, mas ao minuto 44’ Diouf conseguiu surprender a defesa do City numa jogada de primeiro toque com Jesé, Diouf conseguiu acabar com a sequência de partidas sem sofrer gols para Ederson. Dessa maneira o jogo foi para intervalo, com um resultado de 3-1 no Etihad e um City muito dominante (84% de posse de bola para a equipe da casa e 16% para os visitantes).

Arranque do segundo tempo no Etihad e o Stoke faz gol, apanhou o City de surpresa de novo num cruzamento que parecia sem perigo, Mame Diouf cabeceou contra Walker e a bola traiu Ederson e acabou no fundo da baliza do City.

Ao minuto 53’ depois da cobrança de um livre por David Silva, Thomas Edwards sai magoado e o Stoke faz a primeira substituição. Numa altura em que o Stoke tentava recuperar a posse de bola, Kevin De Bruyne intercepta um passe faz um sprint pela ala direita cruzando depois para os pés de Gabriel Jesus que concretizou o gol ao minuto 55’. Segundo gol da partida para o ponta brasileiro. Pouco tempo depois, Fernandinho levanta o Etihad com um poderoso remate para gol, 5-2 no Etihad e os adeptos do City ao rubro. Ainda durante os festejos do gol de Fernandinho, Sané isola-se na frente faz gol ao minuto 61’. Substituição na equipe do City logo de seguida, Gabriel Jesus saí e entra Bernardo Silva.

Vinte minutos jogados no segundo tempo e já se contavam 8 gols no Etihad, quando Guardiola faz mais uma substituição, entra Ilkay Gundongan e saí De Bruyne debaixo de muitos aplausos. Com Bernardo Silva jogando na ponta do ataque do City, o ritmo da partida baixou um pouco e o Stoke conseguiu chegar à baliza de Ederson mais vezes.

Última substituição para Pep a 15 minutos do apito final, que retira Fernandinho e coloca Yaya Touré em campo pela primeira vez esta temporada numa partida para a Premier League. Bernardo Silva fez o sétimo gol da partida para o City ao minuto 78’ depois de assistência de Sterling.

A partida acabou com 9 gols, 7-2 para o Manchester City, com 4 gols marcados por jogadores de língua portuguesa (2 de Gabriel Jesus, 1 de Fernandinho e 1 de Bernardo Silva). Numa tarde que marcou o regresso de Yaya Touré à Premier League, o City acabou a partida tal e qual como começou, com quase 80% de posse de bola e o primeiro lugar na tabela do campeonato inglês garantido.